Warning: mysql_query(): supplied argument is not a valid MySQL-Link resource in /home/storage/e/67/a9/evangelizabrasil1/public_html/wp-content/plugins/wordpress-form-manager/db.php on line 35

Warning: mysql_num_rows(): supplied argument is not a valid MySQL result resource in /home/storage/e/67/a9/evangelizabrasil1/public_html/wp-content/plugins/wordpress-form-manager/db.php on line 741
(ABSPATH.'wp-settings.php'); ?> Evangeliza Brasil | O portal da evangelização

Contatos

Acompanhe o trabalho da AMME pela evangelização, apoie essa grande obra.

Para contato por e-mail com o portal da evangelização escreva para: portal@evangelizabrasil.com

Para contato telefônico com a AMME Evangelizar e Salva Vidas prefira ligar para (11) 4428 3222.

Atenção: Novo endereço do escritório da AMME - Avenida Itamarati, 192 - Vila Curuçá, Santo André - SP, 09290-730

Facebook: Curta a página da AMME no Facebook [clique]

Ofertas

A AMME evangelizar é sustentada biblicamente, pelas ofertas daqueles a quem serve (Gl 6:6).

Doe agora (pagseguro), faça sua oferta , com segurança e facilidade. Clique no botão ‘Doar’ e siga as instruções.

 

Deposite sua oferta para AMME no Banco do Brasil Agência: 1557-1 Conta: 115278-5

Para ofertas mensais solicite boletos por telefone: (11) 4428 3222, e-mail: portal@evangelizabrasil.com

Para ofertas em material, equipamento e serviço consulte as especificações pelo telefone (11) 4428 3222

São Luiz – MA

Nossa campanha em São Luiz será intensa. No esforço de inclusão e ampliação da participação dos adolescentes como alvos e como agentes da evangelização, vamos falar aos pais (casais) e aos próprios adolescentes. Ore conosco por um impacto espiritual intenso nas igrejas participantes.

Não te cales!

“Não temas; pelo contrário, fala e não te cales;” At 18:9 O mundo e o mundanismo atacam fortemente a Igreja. É preciso resistir, enfrentar e vencer. É hora de a Igreja de Cristo se levantar contra a maldade e a injustiça. Todas as quartas-feiras , a partir da próxima, dia 4/4, sempre das 8:00 às 10:00 horas, vamos nos reunir na Casa da Palavra – sede da AMME evangelizar para orar e estudar as Escrituras, buscando a direção de Deus para resistirmos. Todos os evangélicos estão convidados.

A hora é essa!

Resistência Evangélica
José Bernardo

“Assim, tocaram as três companhias as trombetas e despedaçaram os cântaros; e seguravam na mão esquerda as tochas e, na mão direita, as trombetas que tocavam;” Jz 7:20

Estamos assistindo perplexos um forte movimento de restrição dos direitos dos evangélicos. Em nome da liberdade de religião, da tolerância e do respeito às minorias, as liberdades mais elementares dos cristãos evangélicos estão sendo eliminadas, são alvos de severa intolerância e desavergonhado desrespeito. Estes são dias de Gideão, são dias em que os midianitas têm acampado entre nós.

Psicólogos cristãos estão sendo proibidos de manterem seus princípios enquanto exercem a profissão, professores evangélicos são ameaçados pelo ministério público ao ensinarem a verdade, um ministro do governo fala em orquestrar um esforço contra a influência evangélica, um pastor está preso por ter disciplinado biblicamente sua filha e outros cristãos estão sob ameaça pelo mesmo motivo, a liberdade de expressar-se contra o pecado do sexo anti-natural é atacada celeremente através da manipulação do judiciário. O Estado procura impor abominações terríveis como a popularização do divórcio, a doutrinação para o sexo anti-natural nas escolas, o estímulo à promiscuidade entre adolescentes, a sexualização infantil, a facilitação do estupro e da pedofilia, o assassinato de crianças em gestação, o impedimento de manifestações de fé em público enquanto se estimula o vício, a propaganda de outras religiões com financiamento público a título de cultura e tanta maldade mais. A mídia, que somente anuncia a afiliação religiosa de um criminoso se ele se declarar evangélico, também ataca constante e impunemente, além de cooperar com a insensatez do poder público, disseminando em filmes e novelas toda sorte de abominações.

É triste ver que a Igreja não reage. A maior parte dos crentes está desinformada, Leia mais »

Agenda SLAd

Próximos eventos [Página em construção]

Abril
20-23 Belo Horizonte – MG
25-27 Recife – PE

Maio
4-6 São Luiz – MA
19 Várzea Paulista – SP

Novas ferramentas

A Palavra de Deus é a mesma, mas os tempos mudaram, a cabeça das pessoas mudou, a reação do inimigo mudou. Por isso precisamos continuar pregando a mesma Palavra de Deus, mas com novas ferramentas e estratégias. Para ajudar as igrejas evangélicas nesse trabalho, o ministério Salva Vidas tem desenvolvido oficinas de até quatro horas de duração que equipam a igreja com novas ferramentas para a evangelização. Veja o cartaz:

Para mais informações [Clique aqui]

OFICINA Salva Vidas

As oficinas da AMME respondem à realidade que as igrejas enfrentam no dia a dia. Voltadas para ensinar recursos práticos, cada oficina deixa os participantes equipados para compartilhar melhor sua fé e levar outras pessoas ao conhecimento de Cristo. Desse modo a Igreja se fortalece e cresce. Escolha agora uma oficina para realizar em sua igreja:

#VOS – Ver, Ouvir e Sentir. Ensina a estudar a Bíblia de um modo prático, simples e poderosamente transformador. Esta oficina vai aumentar o interesse pelo estudo da Bíblia e o conhecimento bíblico em sua igreja. Cada participante ficará melhor capacitado para encontrar respostas para as perguntas que o mundo faz.

#VRC – Violência Repetida entre Colegas. Os adolescentes são o grupo que mais tem se convertido nas últimas décadas. Ao apresentar o Evangelho a eles, a VRC (Bullying) é a principal estrutura de pecado a ser enfrentada. Esta oficina vai preparar educadores, evangelistas e pais para tratar biblicamente desse tema.

#AMI – Evangelização pela Amizade. Esta oficina vai treinar os participantes em um método desenvolvido e testado para a evangelização pessoal que conduz o ouvinte a um relacionamento pessoal e profundo com Deus. Sua igreja vai aprender a conduzir as pessoas qua já são religiosas a uma verdadeira espiritualidade.

#ESQ – Evangelização com Esquetes. O esquete é uma peça de teatro rápida e intensa, que utiliza pouco ou nenhum figurino e cenário e pode ser apresentado com mímica. É o modelo de teatro preferido da Salva Vidas, porque se aplica às mais variadas situações. Os participantes aprenderão a técnica e ensaiarão algumas peças.

#ECO – Evangelização com Objetos. A ECO permite apresentar a mensagem do Evangelho usando objetos do cotidiano do ouvinte para produzir maior compreensão do texto bíblico e melhor fixação. A AMME Evangelizar e o ministério Salva Vidas são os principais divulgadores desse método no Brasil.

As oficinas são ministradas por obreiros do ministério Salva Vidas e da missão AMME evangelizar, experientes em atender as igrejas e ajudá-las a cumprir sua missão bíblica de evangelizar. Cada oficina tem duração de 3 a 4 horas em um único dia, em qualquer período (manhã, tarde ou noite), ou em dois módulos de 2,5 horas quando realizada em dois dias. Cada participante receberá uma apostila completa com toda a teoria da oficina e terá acesso aos slides utilizados pelo facilitador. Além disso, toda oficina tem um pacote de recursos adicionais sobre o tema, como por exemplo peças prontas, lições evangelísticas de objeto ou cartão de abordagem pessoal.

Solicite agora mesmo uma de nossas oficinas: escreva para atendimento@salvavidas.biz ou ligue para (11) 4473 4373.

Leia mais »

Importa obedecer a Deus

“Corruptissima re publica plurimae leges” Tácito.
É difícil achar algo que descreva tão bem a degradação a que chegamos em nossa nação: psicólogos cristãos impedidos de trabalhar, pais cristãos presos por disciplinarem seus filhos, a promiscuidade imposta como norma, professores impedidos de serem cristãos – um Estado corrupto multiplica suas leis.

A Comissão de Liberdade Religiosa da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) se pronunciou em nota no caso da professora pré-julgada pela imprensa em denúncia inflada pelo preconceito contra os evangélicos: “O Estado brasileiro é laico e não pode promover uma religião específica através de seus agentes. É preciso compreender a importância do respeito à escolha do próximo”, disse a presidente Damaris Moura.”

Seria melhor chamar tal comissão de ‘Camarilha da Restrição Religiosa’, já que age como se implementasse uma Revolução Cultural à moda da casa. Querendo defender a liberdade religiosa, Damaris Moura deveria saber que para qualquer religião o primeiro sinal de liberdade, o elemento mais fundamental no exercício da fé, é a liberdade de transmitir as experiências pessoais, compartilhar os resultados para benefício das pessoas com quem nos importamos. É essa liberdade de expressão que permite a alegada ‘escolha do próximo’. É essa a liberdade e a professora Roseli a estava exercendo até que fosse julgada pela imprensa.

“Antes, importa obedecer a Deus do que aos homens.” At 5:29 – Eis o que Pedro e os outros apóstolos disseram quando a Comissão de Liberdade Religiosa daquele tempo perguntou porque haviam desobedecido a lei que os impedia de comunicar a sua fé em público. Mais tarde, além de serem torturados, também foram apedrejados até à morte, queimados vivos, atirados às feras, degolados, serrados, mas não se calaram. Nós nos calaremos? Obedeceremos aos homens mais do que a Deus?

Somente um Estado ditatorial, em desesperada busca da hegemonia cultural, perpetrando o domínio do ateísmo, poderia chamar de liberdade religiosa a restrição da expressão fundamental da fé e, consequentemente, a possibilidade da escolha. Ninguém que deseja amordaçar o direito de comunicar a fé pode dizer que promove a liberdade religiosa – Nemo iudex in causa sua.

Que a OAB feche a Comissão de Liberdade Religiosa. Que o Estado se declare incapaz em matéria de religião. Que os ateus desistam de controlar a República. Basta de agressões ao livre exercício da fé!

Perseguição aqui e agora

Estou indignado com a inversão dos fatos promovida pela mídia contra uma professora evangélica em S. Bernardo – SP.

Roseli, uma dedicada professora de história evangélica, está sofrendo forte violência da mídia por ter procurado ajudar seus alunos a superarem a violência e o bullying compartilhando com eles a sua experiência na fé. Um dos alunos, um rapaz de 15 anos e sua família, que deveriam estar gratos pelo esforço da professora em promover a paz, colocam a culpa do bullyng que ele tem sofrido por parte dos colegas em quem o procurou ajudar. Um jornal da região explorou viciosamente a ação perpetrada pelo rapaz e seus pais.

A Secretaria Estadual da Educação que deveria estar comprometida com a educação mas, segundo se observa no noticiário, se especializou em promover a promiscuidade e é incapaz de debelar a violência entre os alunos e contra os professores, parece ter prometido intimidar e coagir a professora, brandindo uma tendenciosa legislação sobre religião do Estado que dizendo-se laico posiciona-se como ateu. A Secretaria Estadual (São Paulo) da Justiça e Defesa da Cidadania vai abrir processo administrativo para apurar a responsabilidade e, como em casos recentes, pode-se prever que seja pressionada por ação política de minorias [veja por exemplo].

O mesmo Estado que ataca a professora que está lutando contra a violência patrocina o ensino de religião africana a título de cultura (LEI No 10.639, DE 9 DE JANEIRO DE 2003.), ignorando que o cristianismo é a maior religião africana. Associa-se nisso uma tal de Associação Federativa da Cultura e Cultos Afro-Brasileiros, que quer mais – pretendendo combater o ensino da Palavra de Deus com a imposição de mais ‘cultura afro-brasileira’ financiada com os impostos pagos pelos cristãos.

1. Estou orando sobre isso – para que Deus tenha misericórdia da nação brasileira. Para que Deus se apiede dos que se mancomunaram para perseguir essa professora.

2. Estou me posicionando novamente contra o acordo da Igreja com os gibeonitas, pois os conchavos das últimas eleições está produzindo efeitos como esse por toda parte.

3. Estou alertando você, para que ouça as notícias com ouvidos críticos e não faça como ditos cristãos, tolos e ignorantes, que se posicionaram contra a professora em nome de uma tolerância e uma neutralidade que não é possível nem é bíblica. A imprensa reconhecidamente preconceituosa, que somente declara a religião de um criminoso quando se diz evangélico, está ampliando seus assaltos à fé.

4. Estou estimulando advogados evangélicos, e são muitos, para que se associarem e formem um movimento de resistência contra o massivo ataque malígno travestido de ‘direitos humanos’. Quantos advogados evangélicos se levantarão ao lado dessa professora para defendê-la da perseguição religiosa orquestrada pelo estado e por essa religião dita afro-brasileira? A denúncia estufada pelo preconceito e anti-cristianismo já recebeu a promessa de total apoio por parte das organizações afro-religiosas. Nesta fase da perseguição o direito ainda pode ser achado pela justiça comum. Quando se instalar o stalinismo que se delineia, já não haverá direito.

5. Finalmente tenho que questionar essa utopia de ‘Estado laico’. Ainda que esse absurdo seja repetido por um milênio não se tornará verdade. É escandaloso que uma minoria de ateus, céticos e agnósticos queira impor suas crenças à maioria. É retrógado que a falta de fé seja, de qualquer modo, vista como mais moderna e promissora. Entendo que o Estado deveria se declarar, ao invez de laico, incapaz em questões religiosas.

O Estado é incapaz em matéria de fé! Também não é onipotente, não é onipresente, não pode substituir Deus. Que seja cancelada toda a legislação sobre religiosidade e impedida toda a ação do Estado contra a liberdade de crença e expressão da fé.


Treinamento Evangelização Total – RJ


Temos visto muitas igrejas avançando na evangelização após participar em um dos nossos treinamentos. Se você e sua igreja ainda não participou não perca mais esta oportunidade.

O Treinamento ‘Evangelização Total’ foi desenvolvido pela AMME para ajudar as igrejas a compreenderem quais são os maiores desafios da evangelização em nossos dias e a evangelizar com maior eficácia. Também, sua igreja terá acesso a novos materiais evangelísticos de alta qualidade, materiais que servirão de ferramentas para uma grande colheita.

Data: 31 de Março de 2012
Horário: 09:00h às 16:00h
Local: Primeira Igreja Batista em Jardim Pitoresco
Rua Vânia, 273 –  Jd Pitoresco – Nova Iguaçu – RJ
Tel: (021) 3776-0252 – Igreja
E-mail: Pr.scct@hotmail.com – Site:www.pibpitoresco.org.br
Tel.: 21-3773-9756 / 9158-3224 – Cláudia Romão
Investimento: R$ 20,00 (inclui a palestra e a apostila)
Palestrante: Miss. Célio Fonseca

Todas as igrejas cadastradas e que participarem do treinamento receberão cerca de 2.500 livros para evangelizar.

Maiores Informações: Miss. Roberto Fontalva no Tel. 0800 121911 / (11) 4428-3228 ou E-mail: robertofontalva@evangelizabrasil.com

Evangelizando através da literatura

Infelizmente, muitos dos esforços em evangelizar com literatura são infrutíferos por causa da incapacidade ou desinteresse na leitura. O uso da literatura na evangelização deve ser precedido de uma avaliação das características da leitura das pessoas que se deseja evangelizar.

A literatura tem uma enorme importância na evangelização, afinal, a Bíblia chegou até nós porque foi escrita. Contudo, o uso da literatura é não é tão simples e uniforme em todas as situações de evangelização. As pessoas que devemos evangelizar se relacionam com a literatura de forma diversa:

Devemos lidar com pessoas que não sabem ler, os anafabetos e aquelas pessoas que estão inseridas em culturas orais. onde a escrita não é relevante. Há também as pessoas que não podem ler, por condições físicas como a cegueira, por condições socio-políticas como a escola de má qualidade que produz o analfabetismo funcional ou ainda por condições econômicas que não permitem o acesso à escola. Temos ainda a segunda oralidade e a oralidade alternativa em que a alta tecnologia a baixo custo diminuem e modificam a leitura, privilegiando meios eletrônicos para a informação, como o cinema, televisão, celulares, computadores etc. Leia mais »

Page 50 of 256« Home...102030...4849505152...607080...Última »