Contatos

Acompanhe o trabalho da AMME pela evangelização, apoie essa grande obra.

Para contato por e-mail com o portal da evangelização escreva para: portal@evangelizabrasil.com

Para contato telefônico com a AMME Evangelizar e Salva Vidas prefira ligar para (11) 4428 3222.

Atenção: Novo endereço do escritório da AMME - Avenida Itamarati, 192 - Vila Curuçá, Santo André - SP, 09290-730

Facebook: Curta a página da AMME no Facebook [clique]

Ofertas

A AMME evangelizar é sustentada biblicamente, pelas ofertas daqueles a quem serve (Gl 6:6).

Doe agora (pagseguro), faça sua oferta , com segurança e facilidade. Clique no botão ‘Doar’ e siga as instruções.

 

Deposite sua oferta para AMME no Banco do Brasil Agência: 1557-1 Conta: 115278-5

Para ofertas mensais solicite boletos por telefone: (11) 4428 3222, e-mail: portal@evangelizabrasil.com

Para ofertas em material, equipamento e serviço consulte as especificações pelo telefone (11) 4428 3222

Bookmark and Share

Oficina da AMME

Solicite agora uma oficina de evangelização para a sua igreja. Clique>

Bookmark and Share

O livro de Marcos

Essa é a nova publicação evangelística da AMME para ajudar sua igreja na evangelização. Para mais informações [clique aqui].

Bookmark and Share

A visão de Cristo

Para ajudar a Igreja Brasileira é preciso olhar para ela como Cristo a vê. Conheça o Manifesto da Visão que tem orientado a AMME evangelizar desde a sua fundação. Nossa visão é chamar a Igreja Brasileira de volta ao primeiro amor e ajudá-la a fazer as coisas mais importantes. Seis minutos de leitura: A Visão de Cristo (7790)

Bookmark and Share

18. Você tem a vida?

#PACI17 – faltam 3 dias

“6 Este é aquele que veio por meio de água e sangue, Jesus Cristo: não somente por água, mas por água e sangue. E o Espírito é quem dá testemunho, porque o Espírito é a verdade. 7 Há três que dão testemunho: 8 o Espírito, a água e o sangue; e os três são unânimes.9 Nós aceitamos o testemunho dos homens, mas o testemunho de Deus tem maior valor, pois é o testemunho de Deus, que ele dá acerca de seu Filho. 10 Quem crê no Filho de Deus tem em si mesmo esse testemunho. Quem não crê em Deus o faz mentiroso, porque não crê no testemunho que Deus dá acerca de seu Filho. 11 E este é o testemunho: Deus nos deu a vida eterna, e essa vida está em seu Filho. 12 Quem tem o Filho, tem a vida; quem não tem o Filho de Deus, não tem a vida.” 1João 5:6-13

Placebo é uma experiência relativamente moderna. Precisando de dados comparativos, pesquisadores ministram pílulas falsas a um grupo de controle enquanto fornecem o medicamento mais moderno às outras pessoas. O nome vem do latim e significa ‘agradar’, já que, em muitos casos, o placebo é ministrado com o intuito de atender à vontade do paciente e não produzir cura. Poderia ser que o cristianismo moderno seja um placebo religioso, uma fé desprovida de seu elemento mais importante? Se esse for o caso, as pessoas podem pensar que estão recebendo vida como benefício real mas ainda estão mortas. Uma aparente melhora pode ser apenas isso, efeito placebo. O texto que vamos examinar vai mostrar como se constrói a fé verdadeira no Espírito da Verdade, ou como ela se torna uma fé falsa em um deus falso.

[Ver] O que você vê nesse texto?
João se volta agora para o processo construtivo da fé. A centralidade de Jesus Cristo na vida do crente exige fé, e essa fé é uma construção, um processo. A ideia de fé usada no Novo Testamento tem como base o princípio de persuasão. Portanto, a fé é um estado em que, depois de haver examinado argumentos e evidências, a pessoa é persuadida, ou seja, se torna convicta de algo. Para João, o elemento mais importante nessa persuasão é o testemunho, por isso esta palavra é usada nove vezes nessa passagem, três vezes como verbo e seis vezes como substantivo.

  • Quais são os testemunhos necessários para construir a fé em Jesus e como eles se relacionam? “Este é aquele que veio por meio de água e sangue, Jesus Cristo: não somente por água, mas por água e sangue. E o Espírito é quem dá testemunho, porque o Espírito é a verdade. Há três que dão testemunho: o Espírito, a água e o sangue; e os três são unânimes” – João destaca dois elementos que representam o testemunho de que Jesus é o Cristo, plenamente humano e plenamente divino, um modelo para os homens e o escolhido do Pai. Não é preciso insistir no que representa cada um dos elementos se sabemos o que eles testemunham, afinal a importância reside no objetivo e não no objeto, no testemunho e não no veículo. Mesmo assim, não é difícil identificar o batismo e a crucificação como os dois momentos simbolizados pela água e pelo vinho. Nesses momentos, Jesus Cristo manifestou a integridade e indivisibilidade das naturezas humana e divina, proclamadas pelo seu próprio nome e título: Salvador (dos homens) e Escolhido (do Pai). João insiste em que, não somente por água, isto é, não somente o ministério terreno de Jesus, mas também por sangue, o sacrifício aceitável diante do Pai, Jesus se manifestou. Depois, João afirma que é o Espírito que dá testemunho. Podemos entender isso pelo fato de que os eventos ou os símbolos não podem falar sozinhos e João já ensinou bastante sobre a atuação do Espírito que Deus nos deu. O que João nos oferece, porém, é que o Espírito é a verdade. Portanto, há suficientes testemunhas e total coerência entre elas para a construção de uma convicção inabalável: o batismo de Jesus, a crucificação de Jesus, o Espírito que estava também nesses eventos e que continua atuando na vida dos crentes.
  • Como os testemunhos são dados e de que maneira funcionam para a construção da fé? “Nós aceitamos o testemunho dos homens, mas o testemunho de Deus tem maior valor, pois é o testemunho de Deus, que ele dá acerca de seu Filho. Quem crê no Filho de Deus tem em si mesmo esse testemunho. Quem não crê em Deus o faz mentiroso, porque não crê no testemunho que Deus dá acerca de seu Filho” – João disse antes que é o Espírito quem dá o testemunho, agora ele diz que é Deus quem dá o testemunho. Longe de desviar-se do assunto, o apóstolo aprofunda-se. Se antes defendeu a suficiência e coerência do testemunho, agora fala de sua relevância e funcionalidade. Três testemunhos confiáveis e coerentes entre os homens seriam o suficiente para construir uma convicção, e que tal se esses são os testemunhos do próprio Deus? Assim como Deus é maior, seu testemunho é mais relevante. É o Pai quem dá testemunho acerca do Filho no batismo, na crucificação e no Espírito. E isso funciona assim: quem crê no Filho de Deus é porque recebeu em si o testemunho do Pai. Quem não crê no testemunho que o Pai dá acerca do Filho, fabricou, fez, produziu um deus falso. João já disse que o Espírito é a verdade e que o testemunho do Pai tem maior valor. Obviamente Deus não se torna mentiroso porque alguém não crê no testemunho que ele dá, mas o deus em que essa pessoa acredita, sem acreditar no Filho, é falso.
  • Em que consistem os testemunhos que são dados acerca do Filho, o que acrescentam a quem forma sua convicção a partir deles? “E este é o testemunho: Deus nos deu a vida eterna, e essa vida está em seu Filho. Quem tem o Filho, tem a vida; quem não tem o Filho de Deus, não tem a vida” – Deus Pai deu o Filho para que os crentes tivessem vida eterna. Eles receberam essa vida quando creram no Filho, quando construíram uma fé inabalável a partir dos testemunhos de Deus no batismo, na crucificação e no Espírito que lhes foi dado. Se alguém não recebeu o Filho através dos testemunhos de Deus e da fé que eles devem gerar, não tem a vida sobre a qual o Pai testemunhou.

[Ouvir] O que você ouve nesse texto?
João continua sua luta contra falsos mestres. Ele declara que quem não aceita o testemunho que o Pai deu sobre o Filho, mesmo que creia em outros aspectos da divindade, fabricou para si um deus falso. Por outro lado, se alguém crê é porque o testemunho do Espírito e do Pai sobre o Filho está nele. João faz a fé cristã gravitar em torno da pessoa de Jesus Cristo. Crer em sua natureza singular é o que distingue o cristão de qualquer outro religioso. Sem a pessoa de Jesus Cristo não existe a fé cristã.

Ao ensinar essas coisas, João revela fé como convicção construída a partir de testemunhos da verdade, suficientes, coerentes, relevantes e funcionais. Quem não recebe esses testemunhos não crê, porque a fé só pode ser construída a partir deles. Não havendo fé em Jesus Cristo, não há Deus e. não havendo Deus, não há vida.

  • O Espírito, que é a Verdade, dá testemunho de Jesus. Se alguém não crê que Jesus é o Cristo, não tem o testemunho em si, não tem o Espírito de Deus.
  • Deus, que é maior, dá testemunho de Jesus. Se alguém não crê que Jesus é o Cristo, não ouviu Deus, não procede de Deus, portanto, o deus em que eventualmente acredita é falso.
  • O testemunho de Deus sobre o Filho dá a vida eterna. Se alguém não crê nesse testemunho, não tem a vida, continua morto.

[Sentir] O que você sente nesse texto?
Ao meditar nesse texto devemos nos voltar para a nossa Igreja e pensar na centralidade de Cristo e a completeza da fé que temos nele em nossos dias. Será que foi somente na época de João que os falsos mestres estavam diminuindo e descaracterizando a pessoa de Jesus Cristo? Será que em nossos dias também há anticristos dentro da Igreja que apresentam Jesus de um modo que falsifica deus? Quais são as ideias que diminuem e descaracterizam Jesus Cristo em nossos dias? Será que estamos contaminados por elas de alguma forma? Será que valorizamos a vida eterna ao ponto de nos assegurarmos de havê-la recebido pela convicção de que Jesus é o Cristo de Deus?

A falta de reverência com que muitos crentes tratam a pessoa de Jesus nos faz pensar de que eles não sabem quem ele é na verdade. A elevação do ser humano com direitos e desejos prioritários tem colocado Jesus na posição de um assistente, uma pessoa auxiliar, secundária e isso faz pensar se as pessoas que veem as coisas assim alguma vez ouviram o testemunho do Espírito Santo. A busca de uma espiritualidade ecumênica tem feito com que muitos crentes evitem falar especificamente de Jesus e passem aceitar qualquer manifestação de bondade como um passe para o céu, mas quem não tem o Filho também não tem o Pai. Como podemos deixar o batismo, a crucificação e o Espírito falar mais alto em nossa vida? Como podemos absorver plenamente o testemunho do Pai sobre o Filho? Pense nessas coisas, volte ao texto e responda às seguintes perguntas:

  • [-] Que coisas esse texto leva você a tirar de sua vida?
  • [+] Que coisas esse texto leva você a somar à sua vida?
  • [/] Que coisas esse texto leva você a dividir com os outros?
  • [x] Que coisas esse texto orienta para multiplicar o Reino?

…………………………………………………
Para mais estudos bíblicos em 1João veja:

01. Você tem comunhão com Deus? 1João 1:5-7
02. Você conhece Jesus? 1João 2:3-6
03. Você está na luz? 1João 2:9-11
04. Você tem o amor do Pai? 1João 2:15-17
05. Você tem o Pai? João 2:22,23
06. Você permanece no Filho e no Pai? 1João 2:24,25
07. Você permanece em Jesus? 1João 3:4-6
08. Você é nascido de Deus? 1João 3:7-10
09. Você já passou para a vida? João 3:11-15
10. Você sabe o que é amor? 1João 3:16-18
11. Você sabe se é da verdade? 1João 3:19-23
12. Você reconhece o Espírito de Deus? 1João 3:24-4:3
13. Você reconhece o Espírito da verdade? 1João 4:4-6
14. Você é nascido de Deus? 1João 4:7-12
15. Você permanece em Deus? 1João 4:13-16
16. Você ama a Deus? 1João 4:19-21
17. Você ama os filhos de Deus? 1João 5:1-3
18. Você tem a vida? 1João 5:10-13
19. Você é ouvido por Deus? 1João 5:14-17
20. Você é nascido de Deus? 1João 5:18-21

Bookmark and Share

Leave a Reply

  

  

  

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>