Contatos

Acompanhe o trabalho da AMME pela evangelização, apoie essa grande obra.

Para contato por e-mail com o portal da evangelização escreva para: portal@evangelizabrasil.com

Para contato telefônico com a AMME Evangelizar e Salva Vidas prefira ligar para (11) 4428 3222.

Atenção: Novo endereço do escritório da AMME - Avenida Itamarati, 192 - Vila Curuçá, Santo André - SP, 09290-730

Facebook: Curta a página da AMME no Facebook [clique]

Ofertas

A AMME evangelizar é sustentada biblicamente, pelas ofertas daqueles a quem serve (Gl 6:6).

Doe agora (pagseguro), faça sua oferta , com segurança e facilidade. Clique no botão ‘Doar’ e siga as instruções.

 

Deposite sua oferta para AMME no Banco do Brasil Agência: 1557-1 Conta: 115278-5

Para ofertas mensais solicite boletos por telefone: (11) 4428 3222, e-mail: portal@evangelizabrasil.com

Para ofertas em material, equipamento e serviço consulte as especificações pelo telefone (11) 4428 3222

Bookmark and Share

Oficina da AMME

Solicite agora uma oficina de evangelização para a sua igreja. Clique>

Bookmark and Share

O livro de Marcos

Essa é a nova publicação evangelística da AMME para ajudar sua igreja na evangelização. Para mais informações [clique aqui].

Bookmark and Share

A visão de Cristo

Para ajudar a Igreja Brasileira é preciso olhar para ela como Cristo a vê. Conheça o Manifesto da Visão que tem orientado a AMME evangelizar desde a sua fundação. Nossa visão é chamar a Igreja Brasileira de volta ao primeiro amor e ajudá-la a fazer as coisas mais importantes. Seis minutos de leitura: A Visão de Cristo (7984)

Bookmark and Share

Aprendizado durante ‘O Banquete’

O treinamento ‘O Banquete’ foi realizado nesta semana em Timon – MA e falou sobre desenvolvimento de liderança. Baseada na parábola do grande banquete de Mateus 22, a oficina apresenta dez ações que ensinam conceitos de planejamento e a prática deles. Além disso, os líderes de evangelização preencheram um caderno de atividades de acordo com as necessidades do bairro onde sua igreja está localizada.

Um dos participantes foi o pastor Jorge Henrique Gonçalves (foto). Ele pastoreia uma igreja na cidade de Caxias – MA e falou com a equipe da AMME sobre o aprendizado que teve durante os dois dias treinamento. Confira a entrevista na íntegra:

Como foi participar da capacitação?

Bem, participar dessa capacitação foi uma benção de Deus, é algo que veio no momento certo. As perguntas feitas aqui sobre a nossa capacidade de liderar tocaram muito o meu coração, além do questionamento sobre os propósitos que temos para nossas igrejas e projetos. Isso tudo mexeu muito comigo e levarei o conteúdo aprendido aqui para a minha vida e para o meu ministério.

O que pretende colocar em prática?

De imediato, o que pretendo fazer é me planejar e organizar de forma estratégica. Quero colocar isso em prática com a minha vida e também com os projetos que tenho em mente. Nesse momento, contudo, eu pretendo parar algumas coisas que estou fazendo e começar a sistematizar estratégias para fazer de acordo com o que aprendi aqui. Vou abrir mão de algumas atividades, de alguns projetos e me focar de fato em um trabalho só. Em um primeiro momento, penso em trabalhar a liderança da minha igreja e também a minha forma de liderar.

Qual é a maior carência da liderança da igreja evangélica brasileira atualmente?

Acho que uma das maiores dificuldades enfrentadas pelos líderes e pelos pastores parte primeiramente da palavra ‘apoio’, ou a falta dele no caso. Em Caxias, por exemplo, nós precisamos de apoio, de pessoas que nos ajudem e trabalhem conosco. Queremos gente com interesse genuíno em trabalhar pelo Reino De Deus e nós sabemos o quão difícil é conseguir missionários e obreiros atualmente. Até por isso a igreja evangélica perde algumas oportunidades, já que não tem pessoas comprometidas a continuar o trabalho. Além da disposição é preciso também estar preparado para servir ao Reino integralmente.

Bookmark and Share

Leave a Reply

  

  

  

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>