Contatos

Acompanhe o trabalho da AMME pela evangelização, apoie essa grande obra.

Para contato por e-mail com o portal da evangelização escreva para: portal@evangelizabrasil.com

Para contato telefônico com a AMME Evangelizar e Salva Vidas prefira ligar para (11) 4428 3222.

Atenção: Novo endereço do escritório da AMME - Avenida Itamarati, 192 - Vila Curuçá, Santo André - SP, 09290-730

Facebook: Curta a página da AMME no Facebook [clique]

Ofertas

A AMME evangelizar é sustentada biblicamente, pelas ofertas daqueles a quem serve (Gl 6:6).

Doe agora (pagseguro), faça sua oferta , com segurança e facilidade. Clique no botão ‘Doar’ e siga as instruções.

 

Deposite sua oferta para AMME no Banco do Brasil Agência: 1557-1 Conta: 115278-5

Para ofertas mensais solicite boletos por telefone: (11) 4428 3222, e-mail: portal@evangelizabrasil.com

Para ofertas em material, equipamento e serviço consulte as especificações pelo telefone (11) 4428 3222

Bookmark and Share

Oficina da AMME

Solicite agora uma oficina de evangelização para a sua igreja. Clique>

Bookmark and Share

O livro de Marcos

Essa é a nova publicação evangelística da AMME para ajudar sua igreja na evangelização. Para mais informações [clique aqui].

Bookmark and Share

A visão de Cristo

Para ajudar a Igreja Brasileira é preciso olhar para ela como Cristo a vê. Conheça o Manifesto da Visão que tem orientado a AMME evangelizar desde a sua fundação. Nossa visão é chamar a Igreja Brasileira de volta ao primeiro amor e ajudá-la a fazer as coisas mais importantes. Seis minutos de leitura: A Visão de Cristo (7884)

Bookmark and Share

TeenQ: Comunicação

Entender a adolescência é fundamental para que os adolescentes possam viver em santidade e cumprir a missão que também receberam como parte do Corpo de Cristo. Por isso o pastor José Bernardo está respondendo dúvidas dos pastores, líderes, pais e dos próprios adolescentes sobre o tema. Se você quer fazer uma pergunta [clique aqui].


Minha pergunta sobre adolescência: Porque meu filho de 17 anos nao aceita nossa opinião? Nao podemos falar nada, porque ele diz: vcs nao me entendem. E tudo que falamos termina em discussão. Sentimos que somos incapazes de educar, pois nao conseguimos ter dialogo, porque ele nao aceita. Só te interesse por nos quando e do interesse dele. A, 43 anos.

Prezada A.
Saudações em Cristo

Seu filho tem a difícil tarefa de se tornar um homem sem sair de casa, sem se tornar independente financeiramente, sem se casar. Não é tarefa fácil. Na antiguidade, ele já teria profissão e estaria casado. Em nosso tempo, ele deverá esperar por vários anos. Parte significativa do conflito com os pais vem justamente disso.

Há pouca informação para julgar se há algo mais causando o conflito, mas, de um modo geral, sem outra saída para sua independência, os adolescentes tendem a rejeitar a comunicação e até o contato com os pais, porque eles representam a infância que precisam superar. O amor cuidadoso dos pais significa uma ameaça, um obstáculo, para o desenvolvimento e para a independência nesse momento, provocando medo e raiva. Quanto maior a isegurança do adolescente, quanto maior o cuidado e preocupação dos pais, tanto maior o problema. Por isso passam mais tempo fora de casa, com pessoas que representam seu novo momento. Então voltam, porque não conseguem se arranjar sozinhos.

Essa urgência deve diminuir nos próximos dois ou três anos. Até lá, algumas coisas que podem dar certo são: 1. O diálogo franco: dizer que entendem a necessidade de independência e reconhecem sua capacidade, que estão dispostos a cooperar e que, para isso, precisam se comunicarem melhor. 2. Ouvir: o fato do adolescente não se sentir ouvido não significa que saiba o que quer dizer. Adolescentes ainda são pouco lógicos e muito emocionais, por isso, ouvir não pode representar uma pressão, é preciso ter paciência, perguntar sem intimidar, querer realmente saber. 3. Liberar: na medida do possível, os pais devem ajudar o adolescente a sair do ninho, responsabilizando-o por mais escolhas, gerenciando menos.

Em meu livro Líder Adolescente falo um pouco mais sobre isso, explorando os aspectos positivos desse esforço pela contrução da pessoa. Veja especialmente o capítulo 2, Líderes saudáveis, e o capítulo 7, Líderes ensináveis.

Em Cristo,

José Bernardo

Participe do Seminário Ministério de Adolescentes: [veja aqui]
Adquira os livros Super20, Líder Adolescente e Teen10: [veja aqui]
Visite o site da escola de liderança para adolescentes: [veja aqui]

Bookmark and Share

Leave a Reply

  

  

  

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>