Contatos

Acompanhe o trabalho da AMME pela evangelização, apoie essa grande obra.

Para contato por e-mail com o portal da evangelização escreva para: portal@evangelizabrasil.com

Para contato telefônico com a AMME Evangelizar e Salva Vidas prefira ligar para (11) 4428 3222.

Atenção: Novo endereço do escritório da AMME - Avenida Itamarati, 192 - Vila Curuçá, Santo André - SP, 09290-730

Facebook: Curta a página da AMME no Facebook [clique]

Ofertas

A AMME evangelizar é sustentada biblicamente, pelas ofertas daqueles a quem serve (Gl 6:6).

Doe agora (pagseguro), faça sua oferta , com segurança e facilidade. Clique no botão ‘Doar’ e siga as instruções.

 

Deposite sua oferta para AMME no Banco do Brasil Agência: 1557-1 Conta: 115278-5

Para ofertas mensais solicite boletos por telefone: (11) 4428 3222, e-mail: portal@evangelizabrasil.com

Para ofertas em material, equipamento e serviço consulte as especificações pelo telefone (11) 4428 3222

Bookmark and Share

Oficina da AMME

Solicite agora uma oficina de evangelização para a sua igreja. Clique>

Bookmark and Share

O livro de Marcos

Essa é a nova publicação evangelística da AMME para ajudar sua igreja na evangelização. Para mais informações [clique aqui].

Bookmark and Share

A visão de Cristo

Para ajudar a Igreja Brasileira é preciso olhar para ela como Cristo a vê. Conheça o Manifesto da Visão que tem orientado a AMME evangelizar desde a sua fundação. Nossa visão é chamar a Igreja Brasileira de volta ao primeiro amor e ajudá-la a fazer as coisas mais importantes. Seis minutos de leitura: A Visão de Cristo (7986)

Bookmark and Share

Mordomia financeira

O que faz o mordomo? Administra, zela, cuida dos bens e recursos do seu patrão. Você é um bom administrador? Aquele que cuida bem do que tem pode ser chamado de um bom mordomo. Seja do tempo, do dinheiro, dos talentos e dons que possui. Aquele que é um bom administrador entende que o que tem não pode ser usado somente para sua satisfação, mas para benefício do outro também. Tudo que somos e que temos pertence ao Senhor. Dele recebemos e a Ele prestaremos contas. Mas o que não é mordomia financeira? Vejamos algumas coisas: 1) gastar em coisas desnecessárias; 2) considerar-se dono exclusivo dos recursos ou fazer do recurso o seu senhor; 3) preocupação excessiva por ajuntar e acumular; 4) não ter propósito ou planos para utilizar o dinheiro.

Considerando que devemos ter sabedoria em aplicar corretamente os recursos, é bom lembrar as palavras com as quais o apóstolo Paulo aconselhou Timóteo: “De fato, a piedade com contentamento é grande fonte de lucro, pois nada trouxemos para este mundo e dele nada podemos levar; por isso, tendo o que comer e com que vestir-nos, estejamos com isso satisfeitos. Os que querem ficar ricos caem em tentação, em armadilhas e em muitos desejos descontrolados e nocivos, que levam os homens a mergulharem na ruína e na destruição, pois o amor ao dinheiro é a raiz de todos os males. Algumas pessoas, por cobiçarem o dinheiro, desviaram-se da fé e se atormentaram com muitos sofrimentos”. Tm 6. 6 a 10. Mais a frente Paulo continua: “Ordene aos que são ricos no presente mundo que não sejam arrogantes, nem ponham sua esperança na incerteza da riqueza, mas em Deus, que de tudo nos provê ricamente, para a nossa satisfação. Ordene-lhes que pratiquem o bem, sejam ricos em boas obras, generosos e prontos a repartir. Dessa forma, eles acumularão um tesouro para si mesmos, um firme fundamento para a era que há de vir, e assim alcançarão a verdadeira vida”. Tm 6.17 a 19.

Como podemos gastar o recurso apenas com o que é necessário? Trabalhando a disciplina. E para ser generoso quando se é ganancioso? Novamente fazendo um exercício contínuo para ser dadivoso, liberal. Isso também requer esforço disciplinar. Para conseguir bons resultados nessa área o primeiro passo é reconhecer que “do Senhor é a terra e tudo o que nela existe”. I Co 10.26. Tudo pertence ao Senhor e nós somos administradores desses recursos. Seguir o conselho de Paulo em relação a boas obras e prontidão em repartir. Para fazer bom uso dos recursos que recebemos do Senhor devemos observar também que “Os planos bem elaborados levam à fartura; mas o apressado sempre acaba na miséria”. Pv 21.5. Se temos projetos, planos bem elaborados ou propósito definido seremos bem-sucedidos.

Vamos a alguns conselhos práticos que podem ajudá-lo nessa tarefa: 1) procure pensar no seu plano ou propósito antes de gastar. “Por que gastar dinheiro naquilo que não é pão, e o seu trabalho árduo naquilo que não satisfaz?” Is 55.2a. Nosso principal inimigo são os pequenos gastos que não haviam sido previstos na sua lista de compromissos de pagamentos. Evite o cafezinho ou o lanche fora de casa, os passeios ao shopping só para olhar as vitrines podem se constituir numa tentação e quando for ao mercado leve uma lista consigo e não vá com fome. 2) saldar compromissos financeiros existentes. “Não devam nada a ninguém, a não ser o amor de uns pelos outros”. Rm 13.8a. Não há nesse texto uma proibição ao empréstimo, mas o que Paulo está dizendo é que todos os nossos compromissos financeiros devem ser pagos pontualmente e honrados. 3) Por fim, tenha um plano ou propósito definido, pois isso o ajudará a lembrar do benefício que há em poupar e somente desembolsar no momento certo.

Bookmark and Share

Leave a Reply

  

  

  

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>