Contatos

Acompanhe o trabalho da AMME pela evangelização, apoie essa grande obra.

Para contato por e-mail com o portal da evangelização escreva para: portal@evangelizabrasil.com

Para contato telefônico com a AMME Evangelizar e Salva Vidas prefira ligar para (11) 4428 3222.

Atenção: Novo endereço do escritório da AMME - Avenida Itamarati, 192 - Vila Curuçá, Santo André - SP, 09290-730

Facebook: Curta a página da AMME no Facebook [clique]

Ofertas

A AMME evangelizar é sustentada biblicamente, pelas ofertas daqueles a quem serve (Gl 6:6).

Doe agora (pagseguro), faça sua oferta , com segurança e facilidade. Clique no botão ‘Doar’ e siga as instruções.

 

Deposite sua oferta para AMME no Banco do Brasil Agência: 1557-1 Conta: 115278-5

Para ofertas mensais solicite boletos por telefone: (11) 4428 3222, e-mail: portal@evangelizabrasil.com

Para ofertas em material, equipamento e serviço consulte as especificações pelo telefone (11) 4428 3222

Bookmark and Share

Oficina da AMME

Solicite agora uma oficina de evangelização para a sua igreja. Clique>

Bookmark and Share

O livro de Marcos

Essa é a nova publicação evangelística da AMME para ajudar sua igreja na evangelização. Para mais informações [clique aqui].

Bookmark and Share

A visão de Cristo

Para ajudar a Igreja Brasileira é preciso olhar para ela como Cristo a vê. Conheça o Manifesto da Visão que tem orientado a AMME evangelizar desde a sua fundação. Nossa visão é chamar a Igreja Brasileira de volta ao primeiro amor e ajudá-la a fazer as coisas mais importantes. Seis minutos de leitura: A Visão de Cristo (7389)

Bookmark and Share

A hora é essa!

Resistência Evangélica
José Bernardo

“Assim, tocaram as três companhias as trombetas e despedaçaram os cântaros; e seguravam na mão esquerda as tochas e, na mão direita, as trombetas que tocavam;” Jz 7:20

Estamos assistindo perplexos um forte movimento de restrição dos direitos dos evangélicos. Em nome da liberdade de religião, da tolerância e do respeito às minorias, as liberdades mais elementares dos cristãos evangélicos estão sendo eliminadas, são alvos de severa intolerância e desavergonhado desrespeito. Estes são dias de Gideão, são dias em que os midianitas têm acampado entre nós.

Psicólogos cristãos estão sendo proibidos de manterem seus princípios enquanto exercem a profissão, professores evangélicos são ameaçados pelo ministério público ao ensinarem a verdade, um ministro do governo fala em orquestrar um esforço contra a influência evangélica, um pastor está preso por ter disciplinado biblicamente sua filha e outros cristãos estão sob ameaça pelo mesmo motivo, a liberdade de expressar-se contra o pecado do sexo anti-natural é atacada celeremente através da manipulação do judiciário. O Estado procura impor abominações terríveis como a popularização do divórcio, a doutrinação para o sexo anti-natural nas escolas, o estímulo à promiscuidade entre adolescentes, a sexualização infantil, a facilitação do estupro e da pedofilia, o assassinato de crianças em gestação, o impedimento de manifestações de fé em público enquanto se estimula o vício, a propaganda de outras religiões com financiamento público a título de cultura e tanta maldade mais. A mídia, que somente anuncia a afiliação religiosa de um criminoso se ele se declarar evangélico, também ataca constante e impunemente, além de cooperar com a insensatez do poder público, disseminando em filmes e novelas toda sorte de abominações.

É triste ver que a Igreja não reage. A maior parte dos crentes está desinformada, alienada, ensimesmada. Alguns acham que a vontade de Deus é que soframos o opróbio. Outros têm sido convencidos de que está certa a maldade que é imposta e inadvertidamente concordam com a violência e o abuso espiritual e até apoiam aqueles que o fazem. Há ainda os que estão envolvidos em escândalos tão vergonhosos que facilitam a truculência do Estado e da sociedade e parecem justificá-la. Finalmente, há cada vez mais colaboracionistas entre os evangélicos, que se unem à estrutura malígna que agride e oprime àqueles que querem viver piamente e causam maior dor.

Devemos aceitar passivamente que o inimigo avance contra nós? A vontade de Deus é que nos deixemos destruir sem resistência? O Senhor nos disse para permitir que nossos filhos sejam contaminados pelo pecado e pelo mundanismo? Nosso Deus nos autorizou a sermos omissos e coniventes com o pecado? Certamente que não! Falando sobre a amizade com o mundo as Escrituras nos ensinam: “Sujeitai-vos, portanto, a Deus; mas resisti ao diabo, e ele fugirá de vós.” Tg 4:7.

É interessante que as Escrituras, inspiradas por Deus e infalíveis, utilizem o termor ‘resistir’ nessa passagem, pois até mesmo o mundo, em seu pálido resquício de justiça, considera o Direito de Resistência. Esse princípio legal, o direito que qualquer pessoa tem de resistir ou se insurgir contra qualquer fator que ameace sua sobrevivência ou que represente uma violência a seus valores éticos ou morais, nem precisa estar escrito em nenhuma lei. É um princípio natural. Contudo, Portugal é um dos países que têm esse princípio incluído na constituição. O art. 21 da Constituição de Portugal dispõe: “todos tem o direito de resistir a qualquer ordem que ofenda os seus direitos, liberdades e garantias e de repelir pela força qualquer agressão, quando não seja possível recorrer à autoridade pública”. Para Norberto Bobbio, filósofo político italiano, falecido em 2004, o Direito de Resistência consiste em forma de exercício de poder impeditivo, de oposição extralegal, exercido pelos cidadãos de um Estado, objetivando mudanças que almejem a realização dos direitos fundamentais.

Estamos chegando ao momento em que a capacidade do Estado Brasileiro em garantir os direitos dos evangélicos está comprometida. As estruturas do Estado estão contaminadas por uma visão anti-evangélica, favorável à iniquidade. Nessa situação precisamos resistir e temos o direito de fazê-lo. Resistir é bíblico, é justo, é urgente e é necessário. Quero conclamar a Igreja Brasileira a se voltar para as Escrituras e buscar a direção de Deus para a Resistência Evangélica. Nós, missionários da AMME evangelizar e do ministério Salva Vidas, a partir do dia 4 de abril, todas as quartas-feiras das 8:00 às 10:00 horas, vamos orar e estudar a Bíblia buscando entender o plano de Deus para a nossa Resistência à malignidade e ao pecado. Todos os evangélicos que desejarem estar conosco estão convidados. As mensagens e anotações dos encontros serão disponibilizados no portal da evangelização. Quebrem os cântaros, soem as trombetas – afugentemos os midianitas que nos oprimem. Informações: portal@evangelizabrasil.com

Bookmark and Share

Leave a Reply

  

  

  

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>