Contatos

Acompanhe o trabalho da AMME pela evangelização, apoie essa grande obra.

Para contato por e-mail com o portal da evangelização escreva para: portal@evangelizabrasil.com

Para contato telefônico com a AMME Evangelizar e Salva Vidas prefira ligar para (11) 4428 3222.

Atenção: Novo endereço do escritório da AMME - Avenida Itamarati, 192 - Vila Curuçá, Santo André - SP, 09290-730

Facebook: Curta a página da AMME no Facebook [clique]

Ofertas

A AMME evangelizar é sustentada biblicamente, pelas ofertas daqueles a quem serve (Gl 6:6).

Doe agora (pagseguro), faça sua oferta , com segurança e facilidade. Clique no botão ‘Doar’ e siga as instruções.

 

Deposite sua oferta para AMME no Banco do Brasil Agência: 1557-1 Conta: 115278-5

Para ofertas mensais solicite boletos por telefone: (11) 4428 3222, e-mail: portal@evangelizabrasil.com

Para ofertas em material, equipamento e serviço consulte as especificações pelo telefone (11) 4428 3222

Bookmark and Share

Oficina da AMME

Solicite agora uma oficina de evangelização para a sua igreja. Clique>

Bookmark and Share

O livro de Marcos

Essa é a nova publicação evangelística da AMME para ajudar sua igreja na evangelização. Para mais informações [clique aqui].

Bookmark and Share

A visão de Cristo

Para ajudar a Igreja Brasileira é preciso olhar para ela como Cristo a vê. Conheça o Manifesto da Visão que tem orientado a AMME evangelizar desde a sua fundação. Nossa visão é chamar a Igreja Brasileira de volta ao primeiro amor e ajudá-la a fazer as coisas mais importantes. Seis minutos de leitura: A Visão de Cristo (7380)

Bookmark and Share

Abuso espiritual

Você sabe reconhecer o abuso espiritual quando o sofre? Você sabe enfrentar o abuso espiritual, ou se torna vítima dele? Você já detectou, em sua vida, e tratou de traumas espirituais sofridos por esse tipo de abuso? Você já identificou o sofrimento de pessoas pelo abuso espiritual e ministrou sobre elas?

Há alguns anos diante de uma campanha da RBS que pretendia enfrentar o abuso físico contra crianças, mas cometia um terrível abuso espiritual, defini abuso espiritual como ‘ensinar o errado como se fosse certo, apresental o mau com se fosse bom’. Naquela campanha se apresentavam os símbolos do mau no universo infantil (o lobo mal, a mula sem cabeça, o bicho papão e o diabo) como bons pais e os pais das crianças como potenciais maus pais. Esse tipo de campanha para promover o denuncismo e separar a família foi fortemente utilizado nos piores anos do comunismo na antiga União Soviética.

O cartaz acima, que encontrei em um site internacional, é um exemplo de abuso espiritual. O cartaz diz “Por favor não traga crianças sem gênero aos banheiros. Peça ao gerente de plantão para disponibilizar a área de troca (fraldário) para pais com crianças sem gênero.”.

Em um dos muitos usos da linguagem politicamente correta (e moralmente errada) de hoje em dia, o cartaz ensina que crianças nascem sem gênero. Flagrante ensino do erro, já que sabemos que Deus criou dois gêneros que estão ligados normalmente à morfologia. Fazer as pessoas acreditarem que as crianças não tem gênero impede que elas sejam tratadas adequadamente e desenvolvam a confusão de gênero que tem alimentado o homossexualismo entre os adolescentes e jovens.

Proteste sempre contra o abuso espiritual.

Bookmark and Share

Leave a Reply

  

  

  

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>