Contatos

Acompanhe o trabalho da AMME pela evangelização, apoie essa grande obra.

Para contato por e-mail com o portal da evangelização escreva para: portal@evangelizabrasil.com

Para contato telefônico com a AMME Evangelizar e Salva Vidas prefira ligar para (11) 4428 3222.

Atenção: Novo endereço do escritório da AMME - Avenida Itamarati, 192 - Vila Curuçá, Santo André - SP, 09290-730

Facebook: Curta a página da AMME no Facebook [clique]

Ofertas

A AMME evangelizar é sustentada biblicamente, pelas ofertas daqueles a quem serve (Gl 6:6).

Doe agora (pagseguro), faça sua oferta , com segurança e facilidade. Clique no botão ‘Doar’ e siga as instruções.

 

Deposite sua oferta para AMME no Banco do Brasil Agência: 1557-1 Conta: 115278-5

Para ofertas mensais solicite boletos por telefone: (11) 4428 3222, e-mail: portal@evangelizabrasil.com

Para ofertas em material, equipamento e serviço consulte as especificações pelo telefone (11) 4428 3222

Bookmark and Share

Oficina da AMME

Solicite agora uma oficina de evangelização para a sua igreja. Clique>

Bookmark and Share

O livro de Marcos

Essa é a nova publicação evangelística da AMME para ajudar sua igreja na evangelização. Para mais informações [clique aqui].

Bookmark and Share

A visão de Cristo

Para ajudar a Igreja Brasileira é preciso olhar para ela como Cristo a vê. Conheça o Manifesto da Visão que tem orientado a AMME evangelizar desde a sua fundação. Nossa visão é chamar a Igreja Brasileira de volta ao primeiro amor e ajudá-la a fazer as coisas mais importantes. Seis minutos de leitura: A Visão de Cristo (7631)

Bookmark and Share

#END Primeira carta

À Igreja Brasileira,
pastores, líderes, pais e adolescentes, saudações em Cristo. Nessa primeira carta desejo refletir com vocês sobre a qualidade da evangelização que temos oferecido a nossos adolescentes.

Muitos de vocês sabem que, por causa do entendimentos que alcançamos sobre o crescimento da Igreja, através da pesquisa SUPER20, decidi dedicar dois anos de minha vida e ministério para promover a inclusão dos adolescentes como alvos e como agentes da evangelização. Nesse esforço, tenho que lidar com o desvio de adolescentes, um problema atual e intenso, que prejudica a vida de muitas pessoas e enfraquece a igreja. Como parte desse enfrentamento, quis escrever cinco cartas a vocês, cada uma apresentando um dos principais motivos de desvio de adolescentes.

Nessa primeira carta quero falar sobre a qualidade da evangelização que estamos oferecendo aos adolescentes. Se a casa espiritual dos adolescentes está caindo, é porque sua construção não está fundamentada na rocha de um cristianismo verdadeiramente bíblico, sua religiosidade não está firmada no entendimento e na prática da Palavra de Deus. A casa que cai é aquela que se constrói sobre a areia. Nós somos responsáveis por oferecer o alicerce espiritual aos adolescentes. Nossas pregações, eventos, nosso exemplo em casa, dão aos adolescentes a base sobre a qual construirão sua vida. Se o resultado está sendo o desvio, uma das coisas que precisamos avaliar é a qualidade do que temos ensinado a eles.

Na semana passada, voando de São Paulo para Paris, sentou-se ao meu lado um casal em lua de mel. Soube que o rapaz é recém convertido, está se preparando para o batismo, sonha em plantar uma igreja na comunidade onde mora… uma igreja Romana. Sim, um jovem criado em uma das maiores igrejas batistas de São Paulo, se desviou, encantou-se com o liberalismo teológico, depois com o ateísmo e finalmente, em um momento de muito desespero, voltou-se para o catolicismo romano. Uma possível razão? A enorme lacuna entre a pregação e a prática do pai, líder na igreja, que traiu a esposa e abandonou a família. Conversei com aquele jovem, longamente, e insisti em que ele se submeta ao Reino de Deus em Cristo, que sacrifique ao Senhor sua vontade, seu futuro, suas decisões. É a chance dele sair de um caminho de ilusão e enganos.

As duas principais tendências teológicas na Igreja, tendências que estão ocupando mais e mais nossos púlpitos e mentes, são solos arenosos, muito semelhantes entre si e não servem como base para a fé perseverante. Basicamente sua proposta é nos sentirmos bem e, eventualmente, fazermos os outros se sentirem bem também. A doutrina da prosperidade ou versão evangélica da teologia da libertação, ambas promovem essa religião terapêutica e humanista, focada na felicidade humana, distante do cristianismo bíblico. De Deus, fazem um servo dos homens; da Bíblia, fazem um livro de histórias; Da Igreja, fazem um meio para alcançarem seus objetivos. É uma crença deficitária, sem suporte espiritual; não serve como alicerce para os adolescentes e é horrível pensar que é apenas isso que eles estejam ouvindo.

No espiritismo, no budismo, em palestras de auto-ajuda eles poderiam ouvir a mesma coisa. Precisamos restaurar a fé centrada em Cristo, que leva os crentes a se dedicarem a agradar a Deus e a fazer a vontade dEle. Precisamos restaurar a mensagem do Reino: Deus em Cristo governando o mundo, estabelecendo Sua vontade perfeitamente boa. Precisamos lutar contra uma religião de trocas e conveniências, de egoísmo e egocentrismo, de direita ou de esquerda. Cristo no centro e o homem a seu serviço, assim deve ser. Isso precisa se refletir no testemunho que os adolescentes recebem de nós e na pregação que fazemos a eles, na orientação pastoral, na instrução familiar e no discipulado.

Rogo a vocês que se esforcem, como eu também, para viverem em submissão a Deus e levarem os adolescentes a submeterem suas vontades, seus desejos, seus sonhos e planos a Cristo: Que nós e eles possamos dizer: “Estou crucificado com Cristo; logo, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim;” Gl 2:19, 20.

Seu para evangelizarmos todo mundo,

José Bernardo
AMME Evangelizar

PS. No PACIFICADORES, nossa escola de liderança para adolescentes e jovens, vai enfatizar o Reino ou Governo de Deus sobre nós. Envie adolescentes e jovens de sua igreja. De 7 a 21 de janeiro, PACIFICADORES vai treiná-los para perseverarem na fé e equipá-los para ajudarem a outros. Para mais informações veja www.pacificadores.org

Bookmark and Share

Leave a Reply

  

  

  

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>