Contatos

Acompanhe o trabalho da AMME pela evangelização, apoie essa grande obra.

Para contato por e-mail com o portal da evangelização escreva para: portal@evangelizabrasil.com

Para contato telefônico com a AMME Evangelizar e Salva Vidas prefira ligar para (11) 4428 3222.

Atenção: Novo endereço do escritório da AMME - Avenida Itamarati, 192 - Vila Curuçá, Santo André - SP, 09290-730

Facebook: Curta a página da AMME no Facebook [clique]

Ofertas

A AMME evangelizar é sustentada biblicamente, pelas ofertas daqueles a quem serve (Gl 6:6).

Doe agora (pagseguro), faça sua oferta , com segurança e facilidade. Clique no botão ‘Doar’ e siga as instruções.

 

Deposite sua oferta para AMME no Banco do Brasil Agência: 1557-1 Conta: 115278-5

Para ofertas mensais solicite boletos por telefone: (11) 4428 3222, e-mail: portal@evangelizabrasil.com

Para ofertas em material, equipamento e serviço consulte as especificações pelo telefone (11) 4428 3222

Bookmark and Share

Oficina da AMME

Solicite agora uma oficina de evangelização para a sua igreja. Clique>

Bookmark and Share

O livro de Marcos

Essa é a nova publicação evangelística da AMME para ajudar sua igreja na evangelização. Para mais informações [clique aqui].

Bookmark and Share

A visão de Cristo

Para ajudar a Igreja Brasileira é preciso olhar para ela como Cristo a vê. Conheça o Manifesto da Visão que tem orientado a AMME evangelizar desde a sua fundação. Nossa visão é chamar a Igreja Brasileira de volta ao primeiro amor e ajudá-la a fazer as coisas mais importantes. Seis minutos de leitura: A Visão de Cristo (7879)

Bookmark and Share

Estado laico?

A utópia de um Estado laico não é proposta cristã. O cristianismo não parte do falso princípio de que é uma entre muitas verdades, não tolera o erro nem faz aliança com o mal. São homens ímpios que, preferindo a escravidão do pecado, procuram afastar de si a influência transformadora do Corpo de Cristo. Ironicamente chamam isso de liberdade, mas é apenas democracia: o escravo querendo ser senhor.

Maligna que é, a utopia do Estado laico, ainda mais em dias de uma esquerda festiva, produz todo tipo de distorções. Uma delas é o governo, se confundindo com o Estado, querer ditar o que é o verdadeiro cristianismo e como deve se comportar. Um exemplo desse disparate é o discurso de um certo deputado federal pelo estado do Rio de Janeiro. Em um trecho de sua artilharia contra a fé ouviu-se: “…é inegável que foi o cristianismo livre de fundamentalismo que nos trouxe a ideia de que o que torna um homem virtuoso são seus atos. Sim, porque para o verdadeiro cristianismo um ser humano é virtuoso quando age em favor do bem comum”.

É absurdo que um homem que abraçou e defende o que Deus condena, inclusive o homossexualismo, queira ensinar à Igreja como devem se comportar os verdadeiros cristãos. E isso, usando o poder de um Estado que se pretende laico. Se soubesse qualquer coisa do cristianismo, o inconsistente deputado saberia que não há ser humano virtuoso, somente Deus é bom. Todos pecaram e foram destituídos da glória de Deus. Somente a Cruz de Cristo, que somos chamados a levar, seu sangue, que nos purifica de todo o pecado e o enchimento do Espírito Santo, podem nos levar à salvação da condenação eterna.

Conforme a Verdade, o que torna o homem virtuoso é morrer para o mundo, suas paixões e corrupções, inclusive o homossexualismo, e ressuscitar em Cristo, vivendo uma vida segundo a vontade de Deus. É claro e sabemos que a salvação não vem das obras, para que ninguém se glorie.

Não duvido que, eventualmente, o pecado se tornará legal e obrigatório. A santidade será ofensiva e passível de punição. Serão novamente dias de Sodoma e Gomorra, dias de Herculano e Pompéia. Mas enquanto caminham para as delícias ilusórias do inferno, as pessoas não devem ter a ilusão de que são cristãs por defenderem que cada um viva de acordo com os impulsos pecaminosos de sua carne. Promover o pecado e usar o Estado para apoiar e proteger sua prática não é agir em favor do bem comum.

Revanchista e mesquinho, o tal deputado ainda sugere que a Igreja seja explorada pelo Estado, como já são os seus membros, para que um governo truculento e invasivo, utilize nossos dízimos e ofertas na promoção massiva do assassinato de crianças, da promiscuidade juvenil, da destruição das famílias, da segregação racial, da pornografia, da imoralidade, da corrupção e do vício.

Em tudo isso, ao olhar para nós mesmos, Igreja menos salgada, escondida sob o velador, devemos considerar que é a falta da cruz de Cristo na vida e na pregação, que abre espaço para que o mundo se arrogue em nos ensinar o que é ser cristão.

Bookmark and Share

1 comment to Estado laico?

  • JORGE LUIZ

    GOSTARIA IMENSAMENTE DE PARABENIZAR O AUTOR PELA REFLEXÃO. O SR. FOI MUITO FELIZ E OPORTUNO. DEUS CONTINUE TE ABENÇOANDO PODEROSAMENTE TE USANDO COMO UM ATALAIA EM FAVOR DO SEU REINO.

Leave a Reply

  

  

  

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>