Contatos

Acompanhe o trabalho da AMME pela evangelização, apoie essa grande obra.

Para contato por e-mail com o portal da evangelização escreva para: portal@evangelizabrasil.com

Para contato telefônico com a AMME Evangelizar e Salva Vidas prefira ligar para (11) 4428 3222.

Atenção: Novo endereço do escritório da AMME - Avenida Itamarati, 192 - Vila Curuçá, Santo André - SP, 09290-730

Facebook: Curta a página da AMME no Facebook [clique]

Ofertas

A AMME evangelizar é sustentada biblicamente, pelas ofertas daqueles a quem serve (Gl 6:6).

Doe agora (pagseguro), faça sua oferta , com segurança e facilidade. Clique no botão ‘Doar’ e siga as instruções.

 

Deposite sua oferta para AMME no Banco do Brasil Agência: 1557-1 Conta: 115278-5

Para ofertas mensais solicite boletos por telefone: (11) 4428 3222, e-mail: portal@evangelizabrasil.com

Para ofertas em material, equipamento e serviço consulte as especificações pelo telefone (11) 4428 3222

Bookmark and Share

Oficina da AMME

Solicite agora uma oficina de evangelização para a sua igreja. Clique>

Bookmark and Share

O livro de Marcos

Essa é a nova publicação evangelística da AMME para ajudar sua igreja na evangelização. Para mais informações [clique aqui].

Bookmark and Share

A visão de Cristo

Para ajudar a Igreja Brasileira é preciso olhar para ela como Cristo a vê. Conheça o Manifesto da Visão que tem orientado a AMME evangelizar desde a sua fundação. Nossa visão é chamar a Igreja Brasileira de volta ao primeiro amor e ajudá-la a fazer as coisas mais importantes. Seis minutos de leitura: A Visão de Cristo (7879)

Bookmark and Share

Evangelizar na violência doméstica

Em meu artigo anterior, Evangelização com texto e contexto, deixei claro que acho impróprio discutir a junção de evangelização e ação social. A evangelização bíblica é a excelente e insuperável ação social da Igreja. Nenhuma outra intervenção que a Igreja ou qualquer outra pessoa faça tem tanto poder de transformar como a proclamação, testemunho e ensino do Evangelho. Isso não impede que os evangélicos façam muitas outras boas obras: é nosso caráter transformado pela Palavra que nos impulsiona. Contudo, nossa missão essencial é evangelizar.

Um contexto social em que a evangelização com texto e contexto deve acontecer é o da violência doméstica, destacadamente a violência contra a criança. Aqui a agência USP de notícias divulgou essa semana a pesquisa do Hospital das Clínicas, dirigida pelo doutor Antônio Carlos Alves Cardoso, sobre os casos de violência contra a criança atendidos por aquele hospital. A pesquisa constatou um aumento de 36% nos casos em relação ao mesmo período do ano passado. Em 60% os agressores foram os pais, na maioria das vezes a mãe. Outros familiares completam a quase totalidade das agressões. Enquanto pré-adolescentes e adolescentes são as vítimas mais frequentes no abuso sexual, o abuso físico atinge principalmente as crianças menores.

Leis que estão sendo discutidas e campanhas de comunicação social, frequentemente incluem conceitos imorais e pressupostos equivocados. São incapazes de produzir transformação. É a igreja que tem o poder para vencer esse mal. Para fazer isso, Jesus não nos permite desviar nossos esforços para ações menos eficientes. O Senhor continua nos dizendo: “…E conhecerão a verdade, e a verdade os libertará.” Jo 8:32. É preciso ir de casa em casa e anunciar a Verdade que liberta a pais que estão abusando de seus filhos. Quanto mais pessoas permanecerem nos ensinos de Jesus, menos violência haverá. Cada discípulo de Jesus deixará de praticar violência e falará com seu vizinho sobre isso. Levante-se agora e vá criar um poderoso movimento de transformação que bloqueie o avanço da violência contra as crianças.

Para ajudar a Igreja nessa tarefa de evangelizar no contexto da violência doméstica contra a criança, a AMME desenvolveu o programa “Amigos de Jesus”. Estamos fornecendo treinamento e materiais em todo o Brasil e centenas de igreja já estão nas ruas enfrentando essa estrutura de pecado. As pesquisas em que o desenvolvimento do programa se baseou indicaram que o abuso contra a criança depende de uma “cultura” de objetificação da criança. A criança é primeiro vista como uma coisa e então abusada de todas as formas. Por isso, o objetivo da evangelização é oferecer os relacionamentos de Jesus como modelo para a transformação do relacionamento entre pais e filhos. A Igreja pode e deve se envolver com obras como casas de abrigo para crianças que sofrem abuso, mas para produzir real transformação precisa ensinar os adultos a tratarem as crianças como seus semelhantes.

Para saber mais sobre esse e outros programas evangelísticos da AMME Evangelizar fale com um de nossos missionários. Ligue (11) 4428 3222 ou 0800 121 911.

Bookmark and Share

Leave a Reply

  

  

  

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>