Contatos

Acompanhe o trabalho da AMME pela evangelização, apoie essa grande obra.

Para contato por e-mail com o portal da evangelização escreva para: portal@evangelizabrasil.com

Para contato telefônico com a AMME Evangelizar e Salva Vidas prefira ligar para (11) 4428 3222.

Atenção: Novo endereço do escritório da AMME - Avenida Itamarati, 192 - Vila Curuçá, Santo André - SP, 09290-730

Facebook: Curta a página da AMME no Facebook [clique]

Ofertas

A AMME evangelizar é sustentada biblicamente, pelas ofertas daqueles a quem serve (Gl 6:6).

Doe agora (pagseguro), faça sua oferta , com segurança e facilidade. Clique no botão ‘Doar’ e siga as instruções.

 

Deposite sua oferta para AMME no Banco do Brasil Agência: 1557-1 Conta: 115278-5

Para ofertas mensais solicite boletos por telefone: (11) 4428 3222, e-mail: portal@evangelizabrasil.com

Para ofertas em material, equipamento e serviço consulte as especificações pelo telefone (11) 4428 3222

Bookmark and Share

Oficina da AMME

Solicite agora uma oficina de evangelização para a sua igreja. Clique>

Bookmark and Share

O livro de Marcos

Essa é a nova publicação evangelística da AMME para ajudar sua igreja na evangelização. Para mais informações [clique aqui].

Bookmark and Share

A visão de Cristo

Para ajudar a Igreja Brasileira é preciso olhar para ela como Cristo a vê. Conheça o Manifesto da Visão que tem orientado a AMME evangelizar desde a sua fundação. Nossa visão é chamar a Igreja Brasileira de volta ao primeiro amor e ajudá-la a fazer as coisas mais importantes. Seis minutos de leitura: A Visão de Cristo (7804)

Bookmark and Share

Ano Novo para evangelizar

P. Tenho 22 anos… Juntamente com os irmãos, Deus tem nos movido a Fazer a obra, e queríamos fazer um ano novo diferente para alguns moradores de Rua, como uma ceia, uma cantata, etc. Eu li sobre o AMME e achei algo que realmente poderia auxiliar-nos referente a este assunto, pois imagino que não podemos ir logo de cara evangelizando pelas ruas pois sei que algumas pessoas são resistente a algumas abordagens. Enfim, caso tiver algumas informações para me auxiliar agradeceríamos muito!

Antes de tudo, obrigado por escrever e me dar a oportunidade de servir com o que Cristo tem confiado a nós.

Permita-me começar da frase “não podemos ir logo de cara evangelizando pelas ruas pois sei que algumas pessoas são resistente a algumas abordagens” pois me pareceu ser a chave para o objetivo de sua mensagem. Você está certo em pensar estrategicamente sobre a evangelização, procurando planejar de modo a evitar a resistência do público alvo e potencializando assim o efeito da mensagem. O apóstolo Paulo se referiu a isso nos seguintes termos: “Portai-vos com sabedoria para com os que são de fora; aproveitai as oportunidades. A vossa palavra seja sempre agradável, temperada com sal, para saberdes como deveis responder a cada um.” Cl 4:5,6.

Não vou falar a você sobre a necessidade de temperar a mensagem com sal, você já sabe. Deixe-me então falar sobre por sal de mais. Diferente de outras referências sobre sal, essa não fala desse elemento como a mensagem em si, o prato principal, mas sobre o tempero que se coloca para modificar o sabor do alimento e torná-lo mais agradável, mais interessante. É uma escolha interessante do apóstolo Paulo, comparar a diversão da mensagem com o sal. Um pouquinho pode tornar a mensagem agradável, mas em muita quantidade pode transtornar completamente o alimento, tornando-o inútil. Infelizmente muitos cristãos tem “temperado” sua mensagem com tanta diversão que ela nem se parece mais a mensagem do Evangelho. Para evitar esse erro, tenha certeza de saber qual é o núcleo da mensagem a ser transmitida para preservá-lo de distrações. Pergunte-se: qual a mensagem suficiente a ser transmitida?

Paulo nos diz também para nos portarmos com “sabedoria para com os que são de fora”. A palavra que ele usou indica “expertise” – ou seja, o evangelista deve ser um especialista nas pessoas que são de fora, conhecer suas idéias, suas dúvidas, ansiedades e necessidades, enfim, conhecê-las de tal modo que possa preparar o “prato” que elas realmente precisam e desejam. Dentro desse pensamento, o apóstolo acrescenta ainda duas informações importantes: 1) Aproveitai as oportunidades – algo que vocês querem fazer, aproveitando o Ano Novo, quando as pessoas estão sensíveis e esperançosas; 2) para saberdes como deveis responder a cada um – aqui Paulo reafirma a verdadeira apologética bíblica que, considerando a religiosidade de cada pessoa, principal causa de sua resistência, não provoca ou ataca, mas trabalha sobre suas dúvidas, apresentando respostas claras e suficientes. Portanto, depois de termos visto o que Paulo nos diz sobre a mensagem, ouvimos a sábia exortação sobre os ouvintes. Defina o grupo que será alcançado e procure conhecê-los, saber quais são suas aspirações, seus desejos, os momentos em que estão mais abertos, mais atentos e principalmente suas dúvidas, questões e temores. Ame efetivamente às pessoas que planejou alcançar e deixe o amor dirigir a mensagem genuína do Evangelho da melhor maneira possível.

Finalmente e especialmente porque vocês planejam alcançar moradores de rua, não se deixem enganar pelo liberalismo teológico que quer substituir o pão espiritual pelo pão material. Nesse ano novo qualquer pessoa, religiosa ou não, poderá distribuir pão material, mas somente a igreja pode levar as pessoas a participarem de Cristo e terem sua vida transformada para hoje e para a eternidade: “Porque o pão de Deus é o que desce do céu e dá vida ao mundo. Então, lhe disseram: Senhor, dá-nos sempre desse pão. Declarou-lhes, pois, Jesus: Eu sou o pão da vida; o que vem a mim jamais terá fome; e o que crê em mim jamais terá sede.” João 6:33-35. Alguém, querendo minimizar a importância da pregação, se atreveu a dizer que “devemos cuidar prioritariamente do alimento material porque muitas vezes o estômago faz tanto barulho que as pessoas não ouvem a mensagem”. Eu devo dizer, na mesma duvidosa linha de raciocínio, que a moderna atuação da Igreja deixa as pessoas com a barriga tão cheia que elas dormem antes de ouvir o Evangelho. Jesus priorizou a pregação do Evangelho, mesmo diante da inevitável caridade de seu caráter divino, simplismente porque a mensagem do Evangelho é mais importante, e ela não consiste em caridade, mas em libertação do poder do pecado que cada um comete. Esse é o Reino dos Céus: a missão determina a pregação; a caridade é determinada pelo caráter.

Quanto à forma, a cantata, o teatro, um evento, tudo pode funcionar. Seguindo as diretrizes acima, a forma de apresentar a mensagem dependerá muito mais do que você descobrir sobre o público que deseja alcançar combinado com a quantidade de “pães e peixes” você tenha a oferecer, isso é, talentos, recursos, estrutura etc.

Espero ter ajudado. Receba meu carinhoso abraço e transmita à sua igreja.
Seu para a evangelização total,

José Bernardo
AMME Evangelizar

Bookmark and Share

Leave a Reply

  

  

  

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>