Contatos

Acompanhe o trabalho da AMME pela evangelização, apoie essa grande obra.

Para contato por e-mail com o portal da evangelização escreva para: portal@evangelizabrasil.com

Para contato telefônico com a AMME Evangelizar e Salva Vidas prefira ligar para (11) 4428 3222.

Atenção: Novo endereço do escritório da AMME - Avenida Itamarati, 192 - Vila Curuçá, Santo André - SP, 09290-730

Facebook: Curta a página da AMME no Facebook [clique]

Ofertas

A AMME evangelizar é sustentada biblicamente, pelas ofertas daqueles a quem serve (Gl 6:6).

Doe agora (pagseguro), faça sua oferta , com segurança e facilidade. Clique no botão ‘Doar’ e siga as instruções.

 

Deposite sua oferta para AMME no Banco do Brasil Agência: 1557-1 Conta: 115278-5

Para ofertas mensais solicite boletos por telefone: (11) 4428 3222, e-mail: portal@evangelizabrasil.com

Para ofertas em material, equipamento e serviço consulte as especificações pelo telefone (11) 4428 3222

Bookmark and Share

Oficina da AMME

Solicite agora uma oficina de evangelização para a sua igreja. Clique>

Bookmark and Share

O livro de Marcos

Essa é a nova publicação evangelística da AMME para ajudar sua igreja na evangelização. Para mais informações [clique aqui].

Bookmark and Share

A visão de Cristo

Para ajudar a Igreja Brasileira é preciso olhar para ela como Cristo a vê. Conheça o Manifesto da Visão que tem orientado a AMME evangelizar desde a sua fundação. Nossa visão é chamar a Igreja Brasileira de volta ao primeiro amor e ajudá-la a fazer as coisas mais importantes. Seis minutos de leitura: A Visão de Cristo (7797)

Bookmark and Share

Adolescentes podem liderar!

A edição 24 da revista Evangelizar é especial, tem 50% mais de páginas, trata da oportunidade e capacidade dos adolescentes para a liderança e o conteúdo foi todo escrito pelo pastor José Bernardo, presidente da AMME, como um livro. Evangeliza Brasil entrevistou o autor sobre esse trabalho.

Por que uma revista inteira dedicada ao trabalho com os adolescentes?
A análise dos dados da pesquisa que vínhamos fazendo desde que fundei a AMME revelou que há vinte anos na vida das pessoas quando estão mais abertas para a evangelização. A esse período, entre 4 e 24 anos de idade, chamamos de SUPER20, e dividimos em três faixas, com propostas bem específicas de trabalho. A faixa do meio, que vai de 11 a 17 anos de idade se distingue pela grande influência que os amigos da mesma idade têm uns sobre os outros. Entendemos que preparar o adolescente cristão para exercer essa influência é decisivo para o cumprimento da Grande Comissão. Por isso estamos trabalhando ativamente, em vários projetos, para fortalecer a posição dos adolescentes no Corpo de Cristo.

A proposta inclui o conceito de liderança evangelística. Em que consiste?
Há anos venho trabalhando com a teoria de liderança. Há várias definições de liderança que me interessam de modo especial, mas cheguei à conclusão de que na evangelização a liderança alcança sua plenitude. O evangelista exerce influência da maneira mais intensa, benéfica e transformadora. Ele realiza plenamente o ideal de liderança que Jesus estabeleceu, superior à liderança conforme o mundo, porque é baseada nos benefícios do serviço e não na superioridade de inteligência ou de força. Por isso, liderança evangelística é uma expressão que denomina o tipo de liderança que um cristão deve exercer.

E os adolescentes podem exercer esse tipo de liderança?
No SUPER20, nós fomos além da pesquisa estatística, também ultrapassamos as teorias da psicologia do desenvolvimento. Nós nos dedicamos à análise e aplicação das novas descobertas da neurologia. Lidamos com o fato de que o cérebro do adolescente é muito diferente do cérebro de uma criança ou de um adulto; tem funções que o cérebro da criança ainda não tem e outras que o cérebro do adulto já perdeu. Mais uma vez, percebemos que a igreja deve agir como um corpo para realizar seu crescimento saudável, e isso significa que os adultos não podem cumprir a Grande Comissão sozinhos, eles precisam dos adolescentes, e os adolescentes, por sua vez, precisam dos adultos.

Quais as dificuldades que a AMME prevê enfrentar ao lidar com esse tema?
A Igreja, como a sociedade, acostumou a ver os adolescentes como crianças grandes ou adultos imaturos. Para a maioria das pessoas, essa é uma idade de transição, uma idade em que não se espera nenhum fruto ou resultado. Um pensamento perverso até contaminou a Igreja, e muitas pessoas acham que a adolescência é uma idade em que é aceitável as pessoas se afastarem de Cristo para retornarem mais “experientes” depois. Os adolescentes terminam aceitando esse conceito que lhes é imposto. Nossa maior dificuldade é convencer pastores, líderes, pais e até os próprios adolescentes de que eles podem ser cristãos verdadeiros, plenamente santificados e totalmente úteis como membros do corpo de Cristo. Apenas, o meio de obter isso é não tratá-los como crianças grandes, nem como adultos imaturos. Adolescente é adolescente; seu pastoreio, sua participação, seus resultados, serão melhores se entendermos isso.

O fato de ser pai de dois adolescentes ajudou nessa visão?
Sem dúvida! A Isabella está com 16 anos e o João está com 13, assim eu lido diariamente com os temas sobre os quais escrevi. Mas não somente isso, eu fui um adolescente muito atento ao que estava acontecendo comigo, e a primeira vez que escrevi sobre adolescência tinha apenas 19 anos. Também nessa época servi em uma casa de recuperação para adolescentes infratores, e isso ampliou muito minha visão. Desde então evangelizei, aconselhei e preguei para muitos adolescentes. Estudei o assunto na psicologia e na educação. Quando assumi o pastorado em tempo integral, aos trinta anos, a maioria dos meus discípulos tinha a metade de minha idade. Hoje estão formados, são pais de família. Tudo isso ajudou.

Quais são os próximos passos depois da publicação da revista?
O que era para ser uma série de artigos se tornou um livro. Apresentação, oito capítulos e conclusão estão sendo publicados na revista Evangelizar para tornar mais acessível o conteúdo. Logo, um livro será editado. Ainda em maio começaremos a apresentar um seminário sobre o assunto, dirigido a pais e líderes de adolescentes. Nossa expectativa é ver muitos adolescentes conscientes de seu chamado e confiantes de sua capacidade para a liderança evangelística, e muitos adultos apoiando-os nisso.

Para tornar possível a divulgação desse conteúdo, a edição 24 da revista Evangelizar foi atrasada em algumas semanas. Ela começa a ser distribuída nos próximos dias para os assinantes. Se você ainda não é assinante, ainda dá tempo [clique aqui] e preencha o formulário de assinatura.

Bookmark and Share

1 comment to Adolescentes podem liderar!

Leave a Reply

  

  

  

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>