FILE__).'/'); require_once(ABSPATH.'wp-settings.php'); ?> Dia da Visão | Evangeliza Brasil

Contatos

Acompanhe o trabalho da AMME pela evangelização, apoie essa grande obra.

Para contato por e-mail com o portal da evangelização escreva para: portal@evangelizabrasil.com

Para contato telefônico com a AMME Evangelizar e Salva Vidas prefira ligar para (11) 4428 3222.

Atenção: Novo endereço do escritório da AMME - Avenida Itamarati, 192 - Vila Curuçá, Santo André - SP, 09290-730

Facebook: Curta a página da AMME no Facebook [clique]

Ofertas

A AMME evangelizar é sustentada biblicamente, pelas ofertas daqueles a quem serve (Gl 6:6).

Doe agora (pagseguro), faça sua oferta , com segurança e facilidade. Clique no botão ‘Doar’ e siga as instruções.

 

Deposite sua oferta para AMME no Banco do Brasil Agência: 1557-1 Conta: 115278-5

Para ofertas mensais solicite boletos por telefone: (11) 4428 3222, e-mail: portal@evangelizabrasil.com

Para ofertas em material, equipamento e serviço consulte as especificações pelo telefone (11) 4428 3222

Dia da Visão

Mesmo em nossos dias, se alguém faz algo errado, os outros logo perguntam: “Está cego?”. Empresas que não operam bem no mercado são “míopes”. A visão é tão valorizada que todos concordam que em “terra de cegos, quem tem um olho é rei”. As empresas e as pessoas devem ter uma visão para serem bem sucedidas, e as pessoas de visão são celebradas e premiadas. Mas o que acontece quando alguém perde a visão? O que acontece quando se anda “às cegas”? Quando se perde o rumo e já não se sabe para onde ir? Que fazer quando se fica cego de ciúmes, de inveja ou de raiva? Há momentos em que perdemos a visão e é preciso recuperá-la. Esta mensagem  aponta para a renovação de nossa vida.

Leitura Bíblica: Lucas 18:35
“Ao aproximar-se Jesus de Jericó, um homem cego estava sentado à beira do caminho, pedindo esmola. Quando ouviu a multidão passando, ele perguntou o que estava acontecendo. Disseram-lhe: Jesus de Nazaré está passando.
Então ele se pôs a gritar: Jesus, filho de Davi, tem misericórdia de mim!
Os que iam adiante o repreendiam para que ficasse quieto, mas ele gritava ainda mais: Filho de Davi, tem misericórdia de mim!
Jesus parou e ordenou que o homem lhe fosse trazido. Quando ele chegou perto, Jesus perguntou-lhe: O que você quer que eu lhe faça? Senhor, eu quero ver, respondeu ele.
Jesus lhe disse: Recupere a visão! A sua fé o curou. Imediatamente ele recuperou a visão, e seguia Jesus glorificando a Deus. Quando todo o povo viu isso, deu louvores a Deus.”

1. Tem misericórdia de mim!
Se compararmos este texto de Lucas com as passagens paralelas de Mateus (Mt 20:20-34) e Marcos (Mc 10:46-52), encontraremos duas diferenças na narrativa. Lucas diz que Jesus se aproximava de Jericó, mas Mateus e Marcos dizem que o episódio aconteceu quando saíam. Lucas diz que um homem cego estava sentado à beira do caminho, Marcos concorda e identifica o homem como sendo o filho de Timeu, Bartimeu, mas Mateus diz que eram dois os cegos que Jesus curou. Sabemos que a cidade de Jericó foi destruída e construída várias vezes. Na época de Jesus, a cidade construída por Herodes, o grande, ficava algo distante do povoado remanescente de séculos anteriores, de modo que Jesus podia estar saindo de uma Jericó e entrando na outra e entre as duas encontrou os cegos. Sim, podem ter sido dois, e um deles, Bartimeu, mais conhecido dos evangelistas e da Igreja, foi retratado na narrativa de Marcos e de Lucas. Também é importante notar que o relato deixa claro que se tratava de alguém que antes via e depois ficou cego.

A narrativa de Lucas também é muito importante porque retrata Jesus sendo chamado de “Filho de Davi” enquanto se dirigia para morrer em Jerusalém. O título messiânico que lhe foi aplicado pelo cego foi prontamente aceito e confirmado quando Jesus atendeu àquele chamado e agiu a partir dele. A revelação cuidadosa de sua natureza como Messias é, aqui, amplamente confirmada. Então, examinando o texto mais atentamente, encontramos um interessante ritmo na narrativa:

1.1. Três situações antes da cura: a) homem cego estava sentado à beira do caminho – Em uma sociedade desprovida dos benefícios dos antibióticos, não era difícil perder-se a visão por causa de variadas doenças e acidentes – podia acontecer com qualquer um; b) pedindo esmola – sem qualquer cultura de compensação, a pessoa que ficasse cega, não importando sua idade ou condição, estava fadada a pedir esmolas; c) a multidão passando – a situação daquele homem não afetava inicialmente a multidão, e ela simplesmente passava.

1.2. Três situações após a cura: a) seguia Jesus – Mesmo podendo ir a qualquer lugar e fazer qualquer coisa, o homem que antes estava sentado, agora seguia Jesus; b) glorificando a Deus – Ele, que antes apenas pedia, agora dava louvores a Deus; c) o povo… deu louvores a Deus – O povo que simplesmente passava pelo cego, agora louvava a Deus pelo que acontecera em sua vida.

1.3. Três coisas que o cego fez pela cura: a) ele perguntou o que estava acontecendo – É interessante que mesmo cego ele manteve o interesse pelo que se passava à volta, talvez buscando sempre uma solução para sua condição; b) Então ele se pôs a gritar – Pode-se imaginar o desespero com que gritava, vendo perto de si e com risco de ir-se, a chance de ver novamente – seus gritos superaram o ruído da multidão e chegaram a incomodar as pessoas; c) Senhor, eu quero ver, respondeu ele – Inicialmente ele clamou por misericórdia, indicando que considerava sua condição um castigo divino por seu pecado, mas quando perguntado sobre como queria que a misericórdia se manifestasse, podendo pedir bens e outros favores, pediu claramente para voltar a ver.

1.4. Três coisas que Jesus fez pela cura: a) Jesus parou – É sempre maravilhoso ver Jesus parar por uma pessoa e dedicar-se totalmente a transformar uma vida; b) e ordenou – Jesus envolveu as pessoas que passavam indiferentes e as que reclamavam no socorro que oferecia àquele homem; c) Jesus perguntou-lhe – Jesus provou aquele homem, dando a ele o direito de escolher o que queria que se lhe fizesse.

1.5. Três elementos da cura: a) Jesus lhe disse – como quando disse pela primeira vez “haja luz”, Jesus cria a visão para o cego pela sua Palavra; b) A sua fé o curou – não foi a fé que curou, mas ela abriu o caminho para a ação da palavra e para o poder de Deus; c) glorificando a Deus – tanto o cego como a multidão entendeu que foi Deus quem curou, por isso deram louvores a Ele – é maravilhoso ver como o ministério de Jesus resultava em louvores a Deus.

2. Eu quero ver de novo!
Ao narrar mais um milagre para ensinar quem era Jesus e quão verdadeiros eram seus ensinos, Lucas enfatiza o poder de Jesus para iluminar os que estão em trevas. A cegueira física é um constante modelo da perdição espiritual em que se encontra a humanidade que anda em trevas. A evangelização é comparada com guiar os cegos e o recebimento do ensino de Cristo como o acender de uma luz interior que depois serve para iluminar também a vida de outros.

Se pensarmos na vida desse homem fisicamente cego como um modelo de nossa visão espiritual, depois de termos experimentado enxergar, podemos ficar cegos por causa das circunstâncias da vida. Então essa passagem nos ajuda a restabelecer nossa visão espiritual. As causas para perder a visão são muitas. Jesus se refere a isso dizendo “Se os teus olhos forem maus…”, ensinando que, quando desviamos o olhar de Cristo para outros interesses, ficamos cegos e nosso interior fica sem luz. A carnalidade – inveja, ciúmes, ira – o cansaço, as ocupações deste mundo, o medo  são coisas que tiram nossa visão espiritual.

Sem visão espiritual ficamos sentados à beira da estrada, pedindo esmolas e vendo a multidão passar indiferente. Quantos crentes conhecemos que estão nesta condição! Estão sentados nos bancos de nossas igrejas, esmolando uma cura ou uma bênção material, e a multidão passa indiferente a eles.

Para nos libertarmos dessa situação, precisamos começar inquirindo: Será que estou vendo ou apenas lembro de quando via? Tenho uma visão clara e objetiva do caminho que devo seguir ou estou indeciso, em dúvida, incapaz de seguir? A inquirição é o fundamento da profecia. É impossível encontrar a verdade se não procuramos por ela. Nosso segundo passo deve ser clamar, pedir, suplicar ao Senhor que não nos deixe sentados, sem visão, sem rumo, sem direção. Finalmente precisamos escolher, entre tantos interesses, tantas possibilidades, aquela que muda tudo em nossa vida: Senhor, eu quero ver de novo!

Quando ter uma visão espiritual for a prioridade para nós, Jesus nos dará a Palavra dEle. Então poderemos nos levantar, parar de pedir esmolas e seguir a Cristo, louvando a Deus e levando outros a louvá-lo também.

3. Para glorificar a Deus
Quero convidar você a dar um passo concreto em sua vida. Se você já percebeu que está vivendo apenas da lembrança de uma visão que teve no passado. Se já não tem certeza da motivo pelo qual se casou, da razão de estar em sua igreja, em sua profissão, em sua escola, se o rumo que deve seguir não está muito claro, você se sente confuso e perdido… essa é a hora de começar a clamar a Jesus, pedindo para ver de novo. Ele ouvirá! Comece a clamar ao Senhor agora e não se incomode se alguém quiser fazer você parar. Clame bem alto, insista, persevere – até que você tenha uma visão clara e atual e possa seguir a Cristo confiante, louvando a Deus e levando outros a louvarem também.

Abra os olhos do meu coração
Abra os olhos do meu coração
Quero Te ver, quero Te ver, Senhor

Exaltado e bem alto, brilhando a luz da Tua glória
Derrama o Teu amor e poder, pois Tu és Santo, Santo, Santo
Paul Baloche – Vs. David Quilan

Mensagem proferida pelo missionário José Bernardo, líder da AMME Evangelizar, no Dia da Visão (2009) – um dia de jejum e oração, quando se celebrou 12 anos do recebimento da visão para a AMME e 9 anos da fundação da missão.

4 comments to Dia da Visão

  • Roberto

    Quero sempre ajustar a minha visão com a de Deus…Senhor, ajuda-me a ter a sua visão e não a minha, que meus olhos olhem na direção que o Senhor olha, tira toda escuridão, eu te peço e te agradeço em nome de Jesus, Amém!!!!!!!!!!

  • Adriano

    Gostei da mensagem e pretendo usar ela ou parte dela em minha pregação, claro com o deivodo anuncio de onde ela procede.

  • […] No dia 11 passado, tivemos a oportunidade e alegria de estarmos juntos agradecendo ao Senhor da Seara pelo 9º ano de atuação da AMME na Evangelização praticada pelas igrejas evangélicas brasileiras. Foi um dia dedicado ao Senhor, em que, em consagração e jejum, oramos, adoramos, intercedemos por dezenas de pedidos de irmãos de toda parte do Brasil e, acima de tudo, ouvimos a Palavra Eterna do Senhor nos exortando a “vermos de novo”. Para ver o sermão (click aqui)  […]

  • josilene

    Agradeço à Deus pela vida de cada um de voces da AMME, esse sim é um grande trabalho para o senhor Jesus, tenho acompanhado a cada dia deste ano, vários trabalhos de todos da AMME , e vejo o agir de Deus em muitas vidas. Essa mensagem de Lucas 14:35 é maravilhosa. E bem explicada para nós hoje, temos realmente que buscar essa visão, e jamais perder o foco que é Cristo em nossas vidas. Deus continue abençoando esse trabalho,e que vidas sejam transformada através do poder de Deus. Parabéns para todos da AMME.
    irmã em Cristo,
    Leninha

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>