FILE__).'/'); require_once(ABSPATH.'wp-settings.php'); ?> A história de Caroline | Evangeliza Brasil

Contatos

Acompanhe o trabalho da AMME pela evangelização, apoie essa grande obra.

Para contato por e-mail com o portal da evangelização escreva para: portal@evangelizabrasil.com

Para contato telefônico com a AMME Evangelizar e Salva Vidas prefira ligar para (11) 4428 3222.

Atenção: Novo endereço do escritório da AMME - Avenida Itamarati, 192 - Vila Curuçá, Santo André - SP, 09290-730

Facebook: Curta a página da AMME no Facebook [clique]

Ofertas

A AMME evangelizar é sustentada biblicamente, pelas ofertas daqueles a quem serve (Gl 6:6).

Doe agora (pagseguro), faça sua oferta , com segurança e facilidade. Clique no botão ‘Doar’ e siga as instruções.

 

Deposite sua oferta para AMME no Banco do Brasil Agência: 1557-1 Conta: 115278-5

Para ofertas mensais solicite boletos por telefone: (11) 4428 3222, e-mail: portal@evangelizabrasil.com

Para ofertas em material, equipamento e serviço consulte as especificações pelo telefone (11) 4428 3222

A história de Caroline

Encontro Nacional da AMME Evangelizar
Para quem já percebeu que o mundo mudou
De 20 a 22 de março de 2009 [pré-inscrição aqui].


Sexo por diversão, desprezo pela vida, aborto são alguns dos desafios que devemos enfrentar na evangelização hoje. Leia, reflita e comente a história de Caroline.

Caroline é uma adolescente muito bonita e parece ter um futuro brilhante. Como a maioria das garrotas de sua idade, faz questão de evidenciar sua beleza física usando roupas apertadas, curtas, transparentes, acessórios e maquiagem bem coloridos. O que ainda não se percebe é que Caroline está grávida, seu bebe tem oito semanas. O pai do bebê tem a mesma idade de Caroline, dezesseis anos, também está terminando o ensino médio e planeja fazer faculdade de engenharia. Eles são colegas de classe e ficaram juntos em uma viagem da escola. Tinham preservativo distribuídos pelos professores, mas esqueceram de usar. Mesmo assim Caroline acha que vai ficar tudo bem, na semana que vem ela vai fazer o aborto. Sua mãe está de acordo, seu colega também. O pai dele se prontificou a pagar o médico – essas coisas acontecem, foi o que ele disse quando conversou com a mãe de Caroline. Enfim, vai ser um alívio para todos e Caroline poderá fazer a faculdade no ano que vem, sem maiores problemas. E agora? Como falar do Evangelho a Caroline? Como levá-la a ser um discípulo de Jesus? Utilize o formulário abaixo para comentar esta história.

É por causa de Caroline e de tantas outras meninas como ela que você precisa participar do Encontro Nacional da AMME. Nós vamos discutir os fundamentos da evangelização para esta geração. Você precisa estar lá! [leia mais].

8 comments to A história de Caroline

  • joao maciel da c.filho

    hoje nossas igrejas,precisam dessa concientização,principalmente no meio do jovens cristãos,para saberem da grande responsabilidade,sobre eles,de serem,para esssas pessoas,o menssageiros,da palavra de DEUS,para que fatos iguais a estes,não venham,ocorrer mais no meio da juventude,porque somente pela palavra de Deus,mostrando o lado pecaminoso,quer na relação antes do casamento e de um possivel aborto,poderemos orientar e reprimir as atitudes igual a de Caroline,que só tem um caminho,fazer vir ao mundo essa criança,e orarmos para que haja um total aceite de seu parceiro e demais familiares,torcendo para uma união alicerçada nas discilinas da palavra de Deus.

  • Carla Kelma Ribeiro

    Não há como negar que essa geração está perdendo os principios familiares e se jogando naquilo que Tv afirma ser certo.

    A unica para Caroline e tantas outras é verdadeiramente o conhecimento do Evangelho. E para isso precisamos apresenta-lo de formar simples, rogando ao Espirito Santo que a convença do pecado e do erro.

  • FRANCISCO SAVEDRA

    Em toda e qualquer situação devemos demonstrar profundo amor, totalmente despidos de um espírito de julgamento, pois somos apenas embraixadores do Sehor Jesus neste mundo e não juízes.
    Entretanto, jamais devemos deixar de falar a verdade, pois o que era pecado há cinco mil anos, é pecado hoje e sempre o será. Por isso é que John Wesley disse que “antes de falar de amor ao pecador, eu o faço ver que é miserável, pobre, cego e nu”.

  • Márcio Dias

    A Paz do Senhor.

    Leia essa informação muito relevante para o tema. E quem sabe incluir esse vídeo e relatos ao encontro. Deus abençoe a todos !

    http://www.jesussite.com.br/noticas_detalhe.asp?id_news=480

  • Claudio Molina

    É muito dificil falar em seguir a Jesus para esta menina…. Sim mas não impossivel, deve ser um desejo de todos anunciar a todos o evangelho, e nestas situações devemos crer que a palavra de Deus vai fazer a diferença e lhe proporcionar um futuro digno e santo. Esta moça pode ser uma nova criatura, pois o evangelho diz: tudo se fez novo!

  • Essa é uma entre tantas outras histórias que retratam o caos que adentrou aos lares pelo incentivo à promiscuidade e ao sexo livre por parte da mídia. Além disso, a falta de esclarecimento é notório, hoje em dia, quanto aos perigos proporcionados pelo pecado. Pode-se dizer que tudo é bom, mas para o homem e a mulher de Deus, mas nem sempre nos convém.
    Para o “mundo” destituido de Deus, sexo livre, ficar, aborto, pegar hoje e solta amanhã – é normal. Para nós, não. Acontece que os que conhecem a verdade e que deveriam ser luz para esse povo, preferem ricar calados e sem brilho na escuridão da vida…

  • Paulo Vicente Ferreira

    É dificil sem a ajuda de Deus, convencer uma pessoa como esta, que o feto (o filho) que esta em seu ventre não tem culpa do ato que ocorreu entre os dois jovens.
    Passei por uma experiencia quase como esta, uma jovem que escondeu a gravides de sua mãe até a hora do parto, só que a criança acabou nascendo dentro do banheiro de sua casa, a mãe quando viu aquela cena, queria matar a filha e o nene de tanta revolta que ficou.
    Então chegando da Igreja fui chamado as pressas para socorrer a filha porque a mãe estava fora de controle. Fui até aquela casa e pude constatar que o caso era muito mais serio do que pensava.
    Então orando em espirito peguei aquela mulher (mãe) pelo braço e levei até seu quarto, começei a explicar como poderia ser importante aquela criança na vida dela, como avó, ela poderia ser muito feliz com sua filha e neta. Após alguns minutos que ali passei falando com aquela mulher, pude ver que o amor de Deus supera toda barreira e todo entendimento, aquela mulher saiu desesperada daquele quarto, chamou a ambulancia, foi com sua filha para o hospital, os medicos a socorreram e tudo acabou muito bem.
    Hoje passado alguns anos, veja a criança se formando, linda, o chodó da mãe e da avó, é importante uma jovem como a Caroline saber que esse filho alem de não ter culpa do acontecido, ele quer ter vida, se assassinar essa criança agora, talves ela não podera ter outro filho e ai como seria a vida dessa mulher sem filhos? O mundo esta inconformado com ele mesmo, de tanto pecado, miséria sobre a terra etc…, mas não é facil evangelizar uma pessoa como essa, a essa altura.

  • GILMAR DIAS DA SILVA

    A nossa sociedade, incluindo a Mídia é engraçada.Matar dentro da barriga pode ,por fora da barriga não. Ou nossa sociedade e hipócrita?
    Parabens a AMME por levantar o tema.nsso povo só está esperando Jesus vir e não faz o que é possível para apressar sua vinda.
    Gilmar/Nova Iguaçu/RJ

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>