Projeto "Conquistando a terra" | Evangeliza Brasil

Contatos

Acompanhe o trabalho da AMME pela evangelização, apoie essa grande obra.

Para contato por e-mail com o portal da evangelização escreva para: portal@evangelizabrasil.com

Para contato telefônico com a AMME Evangelizar e Salva Vidas prefira ligar para (11) 4428 3222.

Atenção: Novo endereço do escritório da AMME - Avenida Itamarati, 192 - Vila Curuçá, Santo André - SP, 09290-730

Facebook: Curta a página da AMME no Facebook [clique]

Ofertas

A AMME evangelizar é sustentada biblicamente, pelas ofertas daqueles a quem serve (Gl 6:6).

Doe agora (pagseguro), faça sua oferta , com segurança e facilidade. Clique no botão ‘Doar’ e siga as instruções.

 

Deposite sua oferta para AMME no Banco do Brasil Agência: 1557-1 Conta: 115278-5

Para ofertas mensais solicite boletos por telefone: (11) 4428 3222, e-mail: portal@evangelizabrasil.com

Para ofertas em material, equipamento e serviço consulte as especificações pelo telefone (11) 4428 3222

Projeto “Conquistando a terra”

Conquistando a Terra é um projeto missionário que tem como objetivo alcançar cidades e municípios brasileiros, com população de evangélicos inferior a 5%, sobretudo no Estado de Minas Gerais. A coordenadora Bárbara de Sousa Brant, do “Projeto Conquistando a Terra”, trabalha com o Livro da Vida, Livro da Família, Filme Socorro, além de outros materiais da AMME. Ela nos enviou um testemunho de como tem sido o trabalho de evangelização na região de Minas Gerais:


Em uma sexta-feira, dia 20 de junho de 2008, uma equipe de cerca de 50 pessoas saiu de Belo Horizonte com destino a Conceição da Barra de Minas, visando levar a palavra de Deus à população daquela cidade. A viagem teve a participação de membros das igrejas: Comunidade Cristã da Zona Sul, Comunidade Aliança Cristã, Igreja Batista Sião e Igreja Batista da Renascença. A coordenação do projeto ficou a cargo do pastor Márcio, pastor Jivago e do evangelista Leonardo Paulino. A saída de Belo Horizonte ocorreu por volta de meia-noite, e chegamos por volta das 04:00 horas da madrugada, ficamos instalados em um colégio.

Às 08:00 horas da manhã de sábado, após o café da manhã, ocorreu a primeira reunião, onde foram passadas as instruções acerca de todas as atividades que seriam realizadas, além da divisão dos grupos que passariam de casa em casa, objetivando evangelizar e convidar as pessoas para a apresentação de dança e teatro que iria ocorrer na praça da matriz à noite. Feita a divisão, os grupos partiram para localidades diferentes da cidade, levando Bíblias e Revistas (Livro da Vida e Livro da Família), para serem distribuídos às famílias – apenas aqueles que se converteram receberam a Bíblia.

Além da área espiritual, trabalhamos também na área social, distribuímos cinqüenta e cinco cestas básicas para as famílias mais carentes. Para sabermos quais eram as famílias que precisavam mais, contamos com a ajuda de dois pastores da cidade, que nos ajudaram muito. Trabalhamos nesses dias até à noite, sempre encerrando com um culto todos os dias. Todos os que foram abordados foram convidados para participar dos cultos noturnos. Assim, muitas famílias, jovens e crianças compareceram à praça. Utilizamos louvor, dança, teatro e, é claro, a palavra libertadora da salvação em Cristo Jesus. Vieram pessoas das cidades vizinhas, que tiveram oportunidade de ouvir, e com isso muitas delas se renderam ao Senhor. Mantínhamos sempre uma parte da equipe ao redor da praça para abordagens de pessoas que ainda não tinham sido evangelizadas. Além dos trabalhos de casa em casa, escola, realizamos trabalhos de evangelização em asilo. 

Finalmente, o domingo de manhã começou com muita adoração e oração ao Senhor, por tudo o que Ele tinha realizado naquela cidade, nos usando como instrumentos em suas mãos. Seis pessoas saíram para entregar cestas básicas, e o restante continuou com a evangelização pela cidade.

Anotamos todos os dados das pessoas que foram visitadas, que tinham aceitado Jesus, e entregamos aos pastores da região, que também colaboraram com o trabalho. Ao todo, aproximadamente 96 famílias nos receberam em suas casas, que soma, em média, 200 pessoas, mais as que estiveram na praça e foram evangelizadas, e as que receberam as cestas básicas.

Essa experiência missionária pelo interior de Minas tem nos possibilitado perceber, com nitidez, o quanto a religiosidade representa uma barreira entre o homem e Deus. Apesar da população, na sua grande maioria, já ter ouvido falar sobre Jesus e freqüentar a igreja, o desconhecimento da palavra de Deus, ou seja, da verdade, é notório. Tal situação gerava um cenário triste em Conceição da Barra de Minas, onde famílias encontravam-se escravizadas, e outras ainda estão ao recorrerem a falsos santos em busca de uma solução para seus problemas, sejam familiares, de doença e financeiro. Entretanto, a palavra do Senhor foi pregada, e como ela não volta vazia, cremos que Conceição da Barra de Minas não será mais a mesma, pois os frutos dessa viagem brotarão, no momento certo, para a glória do Senhor Jesus.

Todos que participaram tinham um único propósito que era abençoar vidas por meio da palavra de Deus. Mas nós também fomos abençoados ao ver muitas pessoas sendo tocadas pela presença do Senhor em suas vidas no momento em que orávamos por elas. Essa verdade demonstra o quanto há pessoas sedentas pelo Deus único e verdadeiro, pois o Senhor é o único capaz de fazer a diferença em qualquer circunstância, e o quanto as viagens, com a finalidade evangelística, são imprescindíveis para que todos conheçam a boa, perfeita e agradável vontade do Senhor.

1 comment to Projeto “Conquistando a terra”

  • É com muita alegria que agradeço o carinho da AMME em publicar o testemunho de uma das nossas Campanhas. A AMME tem sido uma parceira essencial em nosso trabalho, além de uma grande incentivadora!!!

    Obrigada, irmãos!!!

    No amor de Jesus!!!

    Bárbara Brant

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>