Tem gente que não sabe | Evangeliza Brasil

Contatos

Acompanhe o trabalho da AMME pela evangelização, apoie essa grande obra.

Para contato por e-mail com o portal da evangelização escreva para: portal@evangelizabrasil.com

Para contato telefônico com a AMME Evangelizar e Salva Vidas prefira ligar para (11) 4428 3222.

Atenção: Novo endereço do escritório da AMME - Avenida Itamarati, 192 - Vila Curuçá, Santo André - SP, 09290-730

Facebook: Curta a página da AMME no Facebook [clique]

Ofertas

A AMME evangelizar é sustentada biblicamente, pelas ofertas daqueles a quem serve (Gl 6:6).

Doe agora (pagseguro), faça sua oferta , com segurança e facilidade. Clique no botão ‘Doar’ e siga as instruções.

 

Deposite sua oferta para AMME no Banco do Brasil Agência: 1557-1 Conta: 115278-5

Para ofertas mensais solicite boletos por telefone: (11) 4428 3222, e-mail: portal@evangelizabrasil.com

Para ofertas em material, equipamento e serviço consulte as especificações pelo telefone (11) 4428 3222

Tem gente que não sabe

Em uma conversa com um pastor do interior de São Paulo, compartilhava os desafios da evangelização em nosso país. Ele recebeu, com grande surpresa, a informação de que nós temos regiões pouco evangelizadas e algumas cidades sem presença evangélica. Falei-lhe especialmente da Região Sul. É a região com o menor índice de evangelização e maior índice de crescimento do espiritismo e secularismo.

Ainda hoje, falando com um irmão do Sul, suas palavras mais uma vez foram de que devemos orar por essa região. Ele tem sofrido muitos ataques do inimigo devido à grande opressão que tem enfrentado em sua cidade. Segundo os sites da sepal: www.infobrasil.org e www.brasil21.org.br, o Rio Grande do Sul enfrenta o nominalismo, cristãos evangélicos que não têm um compromisso com a Igreja; o espiritismo muito forte, com algumas cidades criando “despachódromos” e o secularismo deste século, entre outras coisas. Há uma resistência aos missionários vindos de outros Estados, principalmente em algumas colônias alemãs, italianas e até japonesas.

Vendo essa situação, gostaria de reforçar o apelo à Igreja para orar e agir em favor das regiões menos alcançadas de nosso país que estão concentradas no Sul e Sertão Nordestino, pois o que temos observado é uma diminuição na visão missionária. Infelizmente, apenas uma pequena minoria de igrejas prioriza os projetos missionários dentro de seu orçamento. Dentro dessa visão de fazer algo para mudar esse quadro, a Igreja deve, além de orar, se mobilizar com projetos criativos e estratégicos para alcançar essas cidades e suas colônias. Incrível é pensar que num Brasil “tão evangelizado” existe gente que ainda não conhece o amor de Cristo e não tem acesso à transformação pelo Evangelho.

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>