Igreja Perseguida 7 – Afeganistão | Evangeliza Brasil

Contatos

Acompanhe o trabalho da AMME pela evangelização, apoie essa grande obra.

Para contato por e-mail com o portal da evangelização escreva para: portal@evangelizabrasil.com

Para contato telefônico com a AMME Evangelizar e Salva Vidas prefira ligar para (11) 4428 3222.

Atenção: Novo endereço do escritório da AMME - Avenida Itamarati, 192 - Vila Curuçá, Santo André - SP, 09290-730

Facebook: Curta a página da AMME no Facebook [clique]

Ofertas

A AMME evangelizar é sustentada biblicamente, pelas ofertas daqueles a quem serve (Gl 6:6).

Doe agora (pagseguro), faça sua oferta , com segurança e facilidade. Clique no botão ‘Doar’ e siga as instruções.

 

Deposite sua oferta para AMME no Banco do Brasil Agência: 1557-1 Conta: 115278-5

Para ofertas mensais solicite boletos por telefone: (11) 4428 3222, e-mail: portal@evangelizabrasil.com

Para ofertas em material, equipamento e serviço consulte as especificações pelo telefone (11) 4428 3222

Igreja Perseguida 7 – Afeganistão

Afeganistão - Bandeira 1O Afeganistão, em sétimo lugar na perseguição aos cristãos, é uma república islâmica sem igrejas e com uma população cristã de cerca de 0,01%. O país, após a dominação dos mulçumanos fundamentalistas, é agora governado por uma coalizão. Ainda há muita anarquia, e o governo central não controla todo o país. A violência ocorre com freqüência, e parece que a resistência mulçumana fundamentalista ganha força e confiança. A liberdade religiosa declarada na constituição da nação continua a representar uma contradição, à medida que a lei islâmica é elevada à lei da terra.

Embora a constituição garanta liberdade religiosa para os não-mulçumanos, a mesma constituição proíbe leis que sejam “contrárias às crenças e às prescrições da religião sagrada do islamismo”. Os cristãos têm de ser muito cautelosos. Os estrangeiros pegos violando as regras são presos e, em geral, deportados. Os afegãos que se entregam a Cristo, com freqüência, são pressionados pela família e pela sociedade para seguir as normas culturais do islamismo.

Os convertidos a Cristo sofrem contínuos abusos e intimidações verbais, espancamento, perda do emprego, prisão e, às vezes, até morte. Alguns têm de fugir do país para salvar a vida. Em 19 de julho de 2007, forças rebeldes talibã raptaram um grupo de 23 cristãos sul-coreanos que prestavam serviço para ajudar a comunidade. Muitos foram pressionados a se converter ao islamismo e, quando se recusaram, foram espancados. Dois deles foram executados. Depois, o restante do grupo foi libertado e deportado para a Coréia do Sul.

Dados gerais

Capital Cabul
Governo República islâmica, chefiada pelo presidente Hamid Karzai desde 2004
População 24,3 milhões (31,89% urbana)
Área 652.090 km2
Localização Centro-sul da Ásia, sem saída para o mar
Idiomas Dari, pashto, uzbeque e turcomano
Religião Islamismo 99,4%, cristianismo 0,01%
População cristã 3 mil
Perseguição Opressão
Restrições Não há leis que proíbam a prática de outras religiões e nem a evangelização, no entanto, a conversão do islamismo é considerada apostasia e poder punida com pena de morte

Motivos de oração

1. Os futuros líderes do Afeganistão poderão manter um regime fundamentalista ou transformar o país em uma nação livre. Ore para que eles, particularmente aqueles ligados à Aliança do Norte, reconheçam Jesus Cristo como seu Salvador pessoal e permitam a entrada de missionários cristãos no país.

2. Organizações cristãs foram expulsas do país. Ore para que a nova conjuntura pós-Talibã permita que ministérios cristãos estrangeiros entrem no Afeganistão para servir ao povo afegão.

3. Muitos refugiados afegãos vivem no exterior. Estes refugiados muitas vezes são intelectuais mais liberais que discordam da severidade dos fundamentalistas e poderiam estar abertos ao cristianismo. Alguns deles, se convertidos, poderiam ser chamados pelo Senhor para retornar ao seu país natal, levando a mensagem do evangelho para suas famílias.

4. Os cristãos afegãos mantêm sua fé em absoluto sigilo para evitar a perseguição e a morte. Ore para que recebam ousadia e sabedoria, o que lhes propiciaria a possibilidade de sobreviver e anunciar o evangelho no ambiente extremamente hostil em que vivem.

5. As mulheres afegãs foram dramaticamente afetadas pelo talibã. Ore para que o novo governo em formação estimule a igualdade entre homens e mulheres. Ore também para que surjam maneiras criativas de se exercer um ministério voltado às mulheres afegãs.

6. As crianças têm sido as grandes vítimas dos constantes conflitos. Muitas delas sofreram ferimentos graves ou morreram vítimas das minas instaladas pelos soviéticos quando tentavam erradicar a guerrilha islâmica. Ore para que organizações e ministérios de ajuda humanitária encontrem meios de levar o amor de Cristo a essas crianças.

7. As conquistas militares da Aliança do Norte foram marcadas pelo desrespeito aos direitos humanos. Segundo denúncias da imprensa internacional e da ONU, os combatentes da Aliança do Norte cometeram massacres, execuções e atrocidades enquanto avançavam e conquistavam territórios sob o domínio do Talibã. Ore para que o governo pós-Talibã consiga erradicar o ódio e pacificar o país.

Fontes

– Imagem: http://www.bandeira1.com.br

– Missão Portas Abertas : http://www.portasabertas.org.br/

– CIA Factbook 2008 (https://www.cia.gov/library/publications/the-world-factbook/)

– Open Doors International

– Países@ (https://www.cia.gov/library/publications/the-world-factbook/)

– 2007 Report on International Religious Freedom (http://www.state.gov/g/drl/rls/irf/2007/)

– 1 BBC (http://news.bbc.co.uk/2/hi/south_asia/7141170.stm)

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>