Warning: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/storage/e/67/a9/evangelizabrasil1/public_html/index.php:2) in /home/storage/e/67/a9/evangelizabrasil1/public_html/wp-content/plugins/wp-super-cache/wp-cache-phase2.php on line 62

Warning: mysql_query(): supplied argument is not a valid MySQL-Link resource in /home/storage/e/67/a9/evangelizabrasil1/public_html/wp-content/plugins/wordpress-form-manager/db.php on line 35

Warning: mysql_num_rows(): supplied argument is not a valid MySQL result resource in /home/storage/e/67/a9/evangelizabrasil1/public_html/wp-content/plugins/wordpress-form-manager/db.php on line 741
Um gesto que salvou a minha vida | Evangeliza Brasil

Contatos

Acompanhe o trabalho da AMME pela evangelização, apoie essa grande obra.

Para contato por e-mail com o portal da evangelização escreva para: portal@evangelizabrasil.com

Para contato telefônico com a AMME Evangelizar e Salva Vidas prefira ligar para (11) 4428 3222.

Atenção: Novo endereço do escritório da AMME - Avenida Itamarati, 192 - Vila Curuçá, Santo André - SP, 09290-730

Facebook: Curta a página da AMME no Facebook [clique]

Ofertas

A AMME evangelizar é sustentada biblicamente, pelas ofertas daqueles a quem serve (Gl 6:6).

Doe agora (pagseguro), faça sua oferta , com segurança e facilidade. Clique no botão ‘Doar’ e siga as instruções.

 

Deposite sua oferta para AMME no Banco do Brasil Agência: 1557-1 Conta: 115278-5

Para ofertas mensais solicite boletos por telefone: (11) 4428 3222, e-mail: portal@evangelizabrasil.com

Para ofertas em material, equipamento e serviço consulte as especificações pelo telefone (11) 4428 3222

Oficina da AMME

Solicite agora uma oficina de evangelização para a sua igreja. Clique>

O livro de Marcos

Essa é a nova publicação evangelística da AMME para ajudar sua igreja na evangelização. Para mais informações [clique aqui].

A visão de Cristo

Para ajudar a Igreja Brasileira é preciso olhar para ela como Cristo a vê. Conheça o Manifesto da Visão que tem orientado a AMME evangelizar desde a sua fundação. Nossa visão é chamar a Igreja Brasileira de volta ao primeiro amor e ajudá-la a fazer as coisas mais importantes. Seis minutos de leitura: A Visão de Cristo (8165)

Um gesto que salvou a minha vida

amor que me salvou

Um testemunho edificante e desafiador de uma irmã que está na Escola Superior de Missões, da AMME Evangelizar, preparando-se para cumprir melhor o seu chamado.

Quando comecei a cursar o 1ºano do ensino médio, tinha uma colega de classe cujo pai era dono de uma loja de artigos evangélicos. Todos da escola sabiam que eu era um pouco diferente (viciada em drogas: maconha, cocaína tanto inalada como por via venal). Aquela menina começou a trazer literaturas e discos de vinil para mim, contendo músicas e mensagens evangélicas. As músicas tocavam no fundo do meu coração, mesmo muitas vezes drogada eu chorava querendo um dia alcançar tudo aquilo que estava ouvindo e lendo.

Mesmo assim, meu primeiro entendimento direto sobre Jesus foi no 3º ano do ensino médio, através de uma professora de Português, chamada Márcia. Através de uma redação que ela pediu para escrevermos, percebeu que eu era uma pessoa problemática, e quis gastar um pouco de seu precioso tempo tentando me ouvir. Eu, claro, como toda pessoa que está errada, não queria falar nada, mas com toda a paciência do mundo, ela me explicou que eu vivia em um círculo vicioso (parece que estou vendo ela fazendo o círculo em meu caderno) e que só existia uma pessoa que poderia me tirar disso : JESUS.

A professora Márcia lutou um ano letivo inteiro por minha vida, levou todos os alunos da classe a me amarem; falou com todos os professores para terem paciência comigo; quando via que eu (em momentos de fraqueza) saía do banheiro da escola drogada, ela chorava e pedia para eu lutar e entregar tudo nas mãos de Jesus; gastou momentos de oração por minha vida. Um ano depois de tudo isso e de tanto choro derramado por ela e por minha mãe, aceitei Jesus.

Com 13 anos eu já consumia bebida alcoólica demasiadamente, pois freqüentava bares e clube de dança no centro de Santo André, onde podíamos comprar e consumir o tanto de bebida alcoólica que queríamos; com quase 15 anos, consumi o primeiro cigarro de maconha; e logo já era uma viciada em potencial de cocaína, me envolvendo até no tráfico.

Com 18 anos, já toda destruída, magra demais e com a saúde totalmente debilitada, através do esforço de alguns que me amavam, inclusive minha professora Márcia (que me levou a confessar Jesus como Salvador), precisamente no começo do ano de 1991, fui para uma casa de recuperação em Piracicaba – Desafio Joven-; passei o processo de 9 meses de reabilitação (que simboliza o novo nascimento), depois trabalhei 6 anos como voluntária nesta mesma instituiçao, pois queria dar às pessoas que chegavam lá, muitas vezes até pior do que cheguei, o que eu tinha recebido e o que elas mais precisavam: o amor de Deus.

Aprendendo com os obreiros, que cuidaram de mim no Desafio Jovem, que deveríamos dar de graça o que de graça tínhamos recebido, aceitei o maior desafio que o Senhor nos faz: compartilhar com o próximo o amor d’Ele, independente de quão profundo seja o abismo que ele esteja. Hoje, tenho um chamado específico para missões e estudo na ESM (Escola Superior de Missões) da AMME, me preparando para cumprir o IDE de Jesus com maior capacitação.

Jesus é o maior exemplo de que quando paramos para saber o que as pessoas estão precisando, algo maravilhoso está para acontecer. Sempre quando Ele parava e ouvia as pessoas, a salvação chegava àquelas vidas. Nós que temos uma profissão que nos leva a ter acesso a outras pessoas, temos que usar para o engrandecimento do reino de Deus.

Queridos, sigam o exemplo de minha Professora, pois o tempo que ela dedicou a mim, deu muitos frutos. Eu fui arrancada do submundo das drogas; através de minha vida e testemunho, o Senhor tem levado muitos outros a salvação, minha família voltou para o Senhor… são muitos os milagres que acontecem quando resolvemos nos aproximar das pessoas no intuito de levá-las até Cristo.

Sabe por que muitas vezes nos sentimos vazios, com um sentimento de que não estamos fazendo nada? É porque realmente não temos feito nada. Nossa cura e sentido de vida vêm quando usamos o que temos em mão para falar de Jesus. Por isso, use seu trabalho como uma ferramenta; não perca esta oportunidade de fazer algo para o Senhor.

No amor de Jesus,

Vasti Rocha
PIB em Santo André – SP

3 comments to Um gesto que salvou a minha vida

  • Emerson

    Minha história parece um pouco com essa jovem, e ultimamente venho sentindo um desejo ardente de ganhar almas pra Jesus; com a minha pouca capacitação, venho tentando fazer a sua obra. Onde eu chego, o Espirito Santo me empura a fazer a sua obra; queria muito fazer mais pra Ele em gratidão por td o q tem feito em minha vida. Tenho muita vontade de entrar em um seminário para me preparar mais. Estou disposto a gastar minha vida em prol de evangelho.

  • simone

    Este testemunho é maravilhoso. Tenho pedido ao Senhor Jesus para me capacitar mais pois também, mesmo com pouco, tenho me esforçado. Terminei o ensino médio e já estou pensando em fazer um curso superior em Teologia, pois o meu desejo é me formar e aprender mais para poder também ensinar. Sou moradora de São Gonçalo – Rio de Janeiro e gostaria que me indicassem uma Faculdade de Teologia. E todos que estejam com este mesmo desejo ore e confie no Senhor que Ele, com certeza, irá confirmar o seu ministério.
    Que a paz do Senhor Jesus Cristo esteja com todos vocês.

  • Valdério Martins Damasceno

    O testemunho de nossa irmã em Cristo, Vasti Rocha, é um exemplo que para Deus não há acepção de pessoas. Ele quer que todos se salvem.
    Você que está na mesma situação dê um passo para ELE que o receberá de braços abertos (Tg. 4.80) e o libertará. E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará (Jo. 8.32); se, pois, o filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres. (Jo. 8.36) Ele disse EU sou o caminho, e a verdade, e a vida. …(Jo 14.6)

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>