Contatos

Acompanhe o trabalho da AMME pela evangelização, apoie essa grande obra.

Para contato por e-mail com o portal da evangelização escreva para: portal@evangelizabrasil.com

Para contato telefônico com a AMME Evangelizar e Salva Vidas prefira ligar para (11) 4428 3222.

Atenção: Novo endereço do escritório da AMME - Avenida Itamarati, 192 - Vila Curuçá, Santo André - SP, 09290-730

Facebook: Curta a página da AMME no Facebook [clique]

Ofertas

A AMME evangelizar é sustentada biblicamente, pelas ofertas daqueles a quem serve (Gl 6:6).

Doe agora (pagseguro), faça sua oferta , com segurança e facilidade. Clique no botão ‘Doar’ e siga as instruções.

 

Deposite sua oferta para AMME no Banco do Brasil Agência: 1557-1 Conta: 115278-5

Para ofertas mensais solicite boletos por telefone: (11) 4428 3222, e-mail: portal@evangelizabrasil.com

Para ofertas em material, equipamento e serviço consulte as especificações pelo telefone (11) 4428 3222

Um missionário em revista

Missionário Julio César, 37 anos, casado com a Missionária Rosana Garcia, ambos servem ao Senhor com a AMME Evangelizar e seu filho Julio Henrique de 12 anos tem se envolvido nas atividades evangelísticas de seus pais. O missionário Julio tem trabalhado para ajudar várias igrejas no Estado de São Paulo e procurado, cada vez mais, se envolver com a evangelização pessoal. Abaixo a entrevista concedida na sede da AMME Evangelizar.

Como aconteceu a sua conversão?
Recebi uma Bíblia da minha esposa, que tinha recebido de presente da sua ex-patroa; por educação, recebi a Bíblia com alguma reserva, pois eu era católico praticante e entendia que aquele presente poderia ser uma tentativa de mudar meu compromisso religioso. A Bíblia ficou parada por um bom tempo. Até aquele momento eu não tinha tido uma Bíblia, nem tinha lido, mas acreditava 100% nela.

Eu trabalhava à noite, durante o dia ficava em casa sozinho. Um certo dia, acordei com o desejo de ler a Bíblia só por curiosidade. Comecei a ler Apocalipse. Achei tudo uma fantasia, que era impossível acontecer tudo aquilo que estava mencionado neste livro, por isso fui ler Gênesis. Para minha surpresa, a situação piorou, pois não entendi muitas coisas e não aceitava algumas outras.Depois, fui ler o Evangelho de João. Deus começou a falar ao meu coração, daí surgiu o desejo de ler todos os dias, chegando a ler sete horas por dia. Li toda a Bíblia em sete meses. Falei com Deus que eu iria para uma igreja, mas se lá não estivesse de acordo com a Bíblia, eu jamais voltaria. Estando na igreja, tomei a decisão por seguir Cristo e jamais abandoná-lo.

Como foi a sua primeira experiência na evangelização?
Conheci o irmão Roberto Fontalva que, na ocasião, realizava um trabalho com os moradores de rua; ele me chamou para ir nesse trabalho. Comecei, então,  a sentir gosto pela evangelização. Agradeço a Deus por ter alguém, no princípio, que caminhou comigo e me ensinou a importância de compartilhar a mensagem de salvação.

Quando você se sentiu chamado para ser missionário da AMME?
Havia dois anos que eu estava orando, pedindo ao Senhor para trabalhar na obra dEle. Nessa época, eu trabalhava em uma empresa que faliu. Logo após este acontecimento, surgiu a oportunidade de ser missionário na AMME, assim, tive confirmação, da parte de Deus, que era para trabalhar para Ele. Há cinco anos tenho cumprido este chamado na AMME. Fui chamado para servir.

Qual a sua responsabilidade como missionário da AMME Evangelizar?
Hoje sou Coordenador Regional de São Paulo, que consiste em realizar um trabalho de consultoria com as igrejas, ajudando-as na evangelização: motivando, treinando, suprido e acompanhando as igrejas. Além disso, participo das atividades promovidas pela AMME no sentido de cumprir esse propósito em igrejas de outras regiões do Brasil e além das fronteiras, onde houver representantes da Igreja Brasileira.

Quais as características principais que um missionário precisa ter?
É necessário ter caráter, que envolve: conversão, chamado, competência, comunhão, comunicação, compaixão e compromisso. A explicação para essas características está em um texto postado em nosso site com o título Caráter de missionário, com data de 05/03/08.

No seu ponto de vista, quais são as maiores dificuldades da igreja na evangelização?
Uma das maiores dificuldades é a insistência em realizar a evangelização eventual, pois muitas igrejas têm apenas datas específicas para evangelizar durante o ano; outro problema é o abandono do novo convertido, porque a igreja ainda confunde os conceitos de decidir-se por Cristo (apenas um levantar de mão) com seguir Cristo (ser discipulado continuamente). O propósito da igreja deve ser fazer discípulos.

Como poderia o evangelista melhorar seu desempenho na evangelização?
Vivendo a evangelização como modo de vida, falando a tempo e fora de tempo de Cristo. No dia-a-dia, cada crente evangelizando onde estiver, sempre lembrando que evangelizar é fazer discípulos e não apenas entregar uma porção da Palavra de Deus e abandonar a pessoa a sua própria sorte.

Com a sua experiência, o que você tem visto de positivo e negativo nas igrejas no aspecto da evangelização?
Existe um enorme potencial nas igrejas para a evangelização, que é a criatividade para elaborar projetos e usar os recursos disponíveis, porém, existe uma letargia e um esfriamento muito rápido nos seus próprios projetos de evangelização; não há continuidade nos projetos. As igrejas, muitas vezes, realizam uma ação evangelística, vêem o sucesso – porque Deus abençoa quem obedece – pára para comemorar, e esquece de dar continuidade ao processo.

Que você tem feito para melhorar o seu ministério?
Tenho buscado conhecimento na área de evangelização e tenho praticado o que tenho ensinado às igrejas. Nunca devemos parar de buscar o conhecimento, por isso resolvi matricular-me no curso de Teologia para cumprir melhor meu ministério.

A AMME tem ajudado diversas igrejas no Brasil a evangelizar, a AMME também evangeliza?
A AMME tem o propósito de ajudar as igrejas na evangelização, sendo assim, não faz o trabalho que é responsabilidade das igrejas, por outro lado, cada missionário da AMME deve se envolver intensamente com a evangelização. Muitos missionários da AMME têm se envolvido em projetos de evangelização junto às igrejas que ajudamos e a suas próprias.

Quais os planos para seu ministério?
Pretendo ajudar a aumentar o número de igrejas envolvidas com a evangelização, especialmente na região de São Paulo que está sob minha responsabilidade, terminar o curso de Teologia e ser enviado como missionário para algum lugar onde eu possa, de forma mais direta, continuar cumprindo a tarefa da evangelização.

4 comments to Um missionário em revista

  • Carol

    É muito bom ver que existem pessoas cumprindo o chamado de Deus ,pessoas comprometidas,obedientes a Palavra , e que além de evangelizar estão dividindo seu conhecimento com aqueles que muitas vezes tem o desejo mas não estão preparados. Louvado seja Deus pela sua vida Júlio!!!Que Deus continue te usando e te abençoando!!
    Abraços!!

  • luciane gomes de souza

    quero ser missionária urbana pois o Senhor tem me incomodado com a situação dos mmoradores de rua .irmão me oriente ppo favor

  • Lourival jose dos santos

    Eu faço parte num ministerio de evangelizaçao na rua de Salvador ba. mas estou precisando de ter tecnica. era possivel contar com voces? eu amo de mais este ministerio.

  • Mike Trindade

    Eu participei do seminário da AMME Evangelizar aqui em Araras.. Os dois forão os palestrantes.. tenho que dizer que foi a coisa mais interessante que eu fiz nesse ano.. Aprendi como nunca, o Julio falou tão bem que eu poderia ficar ouvindo mais uns 3 dias sem se cansar.. Foi extremamente maravilhoso todo o seminário!

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>