Contatos

Acompanhe o trabalho da AMME pela evangelização, apoie essa grande obra.

Para contato por e-mail com o portal da evangelização escreva para: portal@evangelizabrasil.com

Para contato telefônico com a AMME Evangelizar e Salva Vidas prefira ligar para (11) 4428 3222.

Atenção: Novo endereço do escritório da AMME - Avenida Itamarati, 192 - Vila Curuçá, Santo André - SP, 09290-730

Facebook: Curta a página da AMME no Facebook [clique]

Ofertas

A AMME evangelizar é sustentada biblicamente, pelas ofertas daqueles a quem serve (Gl 6:6).

Doe agora (pagseguro), faça sua oferta , com segurança e facilidade. Clique no botão ‘Doar’ e siga as instruções.

 

Deposite sua oferta para AMME no Banco do Brasil Agência: 1557-1 Conta: 115278-5

Para ofertas mensais solicite boletos por telefone: (11) 4428 3222, e-mail: portal@evangelizabrasil.com

Para ofertas em material, equipamento e serviço consulte as especificações pelo telefone (11) 4428 3222

Memória Seletiva

Eu não sei se você é como eu, mas eu sofro do que eu ouvi dizer que se chama “memória seletiva”. Significa que eu me recordo de algumas coisas com grande clareza, enquanto outras entram por um ouvido e saem pelo outro. Eu posso me lembrar de cada número de telefone de cada casa que eu vivi. Eu posso recordar as letras de “Rapture”, uma popular canção do Blondie quando eu estava na sexta série. Mas, eu posso descer as escadas e quando as subo novamente esqueço completamente do que eu pretendia fazer.Você sabe que após ter estudado algo, em um dia você se esquece de 46% do que você tinha aprendido? Após uma semana, você esqueceu de 65%. E, após três semanas, você esqueceu de 82% do que você aprendeu.

Há, normalmente, duas razões para nos esquecermos: Uma razão é que a informação original não está mais disponível – você perdeu as células cerebrais devido ao álcool ou a doenças e a informação simplesmente some. Mas, esta não é a razão principal para a perda da memória. A razão principal para nós nos esquecermos é o que chamamos de “desatenção intencional”. Significa que, após um determinado período ignorando a informação, nós conseguimos nos recordar de como a alcançar. Assim, a informação ainda está lá, mas nós não a usamos por um longo período, nós não sabemos onde a colocamos.

Há uma parte no Velho Testamento que lista reis como sendo bons ou maus aos olhos de Deus e nos conta um pouco sobre cada um deles. Nessa lista, o rei Josias é aquele quem requisita a limpeza do templo e descobre inadvertidamente o Livro da Lei. Ele esteve encostado em um canto empoeirado do templo em ruínas por gerações. A Lei consistia nas Palavras de Deus gravadas especialmente por seus escolhidos e entregue em mãos por Moisés. Este livro guardava os detalhes de como Deus esperava que seus filhos vivessem, e de algum modo tinha sido perdido e esquecido.

Eu sou uma daquelas pessoas “criadas na igreja”. Meu pai era um ministro e eu estava na igreja sempre que as portas estavam abertas. Eu me envolvi em quase todos os grupos, atividades e programas da igreja . Eu fui a uma escola cristã e graduei-me em uma faculdade cristã. Eu tenho trabalhado em uma organização cristã desde que comecei a minha vida profissional. Quando as pessoas falam sobre ser parte da “cultura cristã”, estão falando sobre minha vida. Algumas pessoas, naturalmente, são ásperas quando o assunto é cultura cristã e a responsabilizam por uma série de problemas, de relacionamentos não-autênticos a uma opinião distorcida de Cristo. Talvez isso seja verdadeiro, talvez não seja, mas como filho legítimo da cultura cristã, há uma coisa que quebra meu coração: eu esqueço. O que eu me esqueci de Deus é o suficiente para mudar o mundo. Eu escrevi uma lição uma vez sobre como Deus nos adota como filhos dEle, e trouxe todo o mundo às lágrimas. Eu ouvi sermões tão poderosos que deixam você pensando que sua vida jamais seria a mesma. Eu li livros sobre Deus que te fariam viajar. Eu aprendi verdades incríveis de professores e mestres. Eu poderia lhe contar coisas surpreendentes sobre o amor de Deus e o plano dEle para sua vida. Se tão somente eu pudesse me lembrar do que eles são. Está tudo aqui… em algum lugar. Mas devido a minha própria desatenção intencional, foi arquivado em algum lugar no meu cérebro entre os teoremas de álgebra e o que eu comi no almoço semana passada. Como eu poderia esquecer das coisas que são mais importantes?

A boa notícia é que aquele Josias estava chocado com o que tinha sido esquecido durante anos e, como resultado, fez algumas mudanças incríveis. Na realidade, Josias agiu tão positivamente que a Bíblia diz, “Antes dele não houve rei que lhe fosse semelhante, que se convertesse ao Senhor de todo o seu coração, e de toda a sua alma, e de todas as suas forças, conforme toda a lei de Moisés; e depois dele nunca se levantou outro semelhante”.

Como eu li do princípio ao fim os capítulos de 2 Reis, é como se Josias fizesse várias coisas importantes na intenção de re-aprender a Palavra de Deus. Primeiro, ele compartilhou a notícia. Josias trouxe todo mundo ao templo e lhes contou todas as coisas sobre Deus que tinham se tornado uma lembrança nebulosa em seus cérebros.

Compartilhar Deus com outros O mantém renovado em sua mente. Depois, Josias quebrou, afastou e destruíu a desordem. Ele se livrou de todos os tipos de altares e imagens que estavam aglomerando para fora as coisas que importavam para Deus. Estas coisas serão diferentes para você do que elas são para mim, e elas podem nem sempre ser aquilo que você tradicionalmente imagina como “errado”. Mas, se seu cérebro estiver revistando por muitas coisas para achar as coisas importantes para Deus, então está na hora para limpar casa. E Josias ordenou uma celebração. A Páscoa era uma celebração de reconhecimento da proteção de Deus ao seu povo, mas não tinha sido desfrutada por gerações. Sim, eu sei que você está cheio de coisas na sua cabeça, mas o que você acha de ocupar um pouco do seu tempo para celebrar as coisas boas que Deus fez?

Eu fico frustrado por saber que há tantas coisas importantes sobre Deus que eu esqueci, especialmente quando tantas pessoas nunca tiveram uma chance para ouvir essas coisas pela primeira vez. Mas é encorajador saber que Josias não foi julgado pelos anos de esquecimento, ao contrário, foi julgado por ter reagido positivamente ao ser lembrado da Verdade de Deus.

Fonte: Artigo traduzido por Alexandre Seloti.
O artigo original encontra-se no site da Relevant Magazine.

2 comments to Memória Seletiva

  • rodrigo c tomaz

    sem duvida o rei josias foi o rei mas crente que existiu.

  • Sara

    Podemos seguir o exemplo do rei Josias e fazer uma limpeza em nossa mente. Como temos facilidade para esquecer as coisas boas que Deus faz!

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>